Os melhores memes do passeio que foi Brasil x Áustria
11 de junho de 2018
Tudo certo para uma série derivada de Game of Thrones
11 de junho de 2018

Neste final de semana, o mundo se chocou com a notícia da morte de Anthony Bourdain. Para quem não o conhecia, Bourdain era um famoso chef, apresentador e escritor. No alto de seus 61 anos, ele desmistificou a ideia de que a gastronomia era puro glamour. Mas, mais do que isso, Anthony Bourdain mostrou a importância social de uma boa refeição.

Levando essa ideia, ele viajou o mundo mostrando diferentes locais e realidades – nem sempre bonitas – e provando comidas diversas. E a cada viagem, Anthony Bourdain sempre deixou frases marcantes. O chef foi encontrado morto na última sexta-feira (08), na França. Relatórios contam que ele cometeu suicídio. E a gente aqui do Pátio Hype então selecionou dez frases impactantes dele para refletirmos sobre nós, sobre como nos relacionamos com os alimentos e, sobretudo, como nos relacionamos conosco e com as outras pessoas…

“Você aprende muito sobre uma pessoa quando divide uma refeição com ela”

Talvez esse tenha sido um dos maiores preceitos de Anthony Bourdain: compartilhar refeições e aprender sobre as pessoas.

“Acredito que levar o filho ao McDonald’s deve ser considerado motivo para revogar os direitos parentais”

Ele era ferrenho crítico dos fast-foods e do excesso de comida industrializada. Nem precisa dizer mais nada, certo?

“O que de mais legal você pode fazer por alguém do que café da manhã?”

Cozinhar em geral para uma pessoa, quer coisa mais legal que isso?

“Se você quer saber se um chef tem habilidade para cozinhar, peça para eles fazerem ovos. Essa refeição irá revelar mais do que qualquer outra coisa”

Quanto maior a simplicidade de um prato, mais difícil a sua execução. Afinal, não há elementos para esconder o sabor daquilo que deu errado, certo?

“Às vezes as melhores comidas que você encontra nas viagens são aquelas quando o Plano A dá errado”

Quem nunca passou por um momento assim?

“Eu queria ver as pessoas mais preocupadas com o lugar de onde vem a sua comida. Queria ver pequenos produtores empoderados. Eu alimento a minha filha quase que exclusivamente com alimentos orgânicos”

Novamente, Anthony Bourdain exalta a importância de saber a origem dos alimentos, de se reduzir a produção excessiva industrial e se valorizar o pequeno produtor.

“Às vezes penso na excitação, na energia, no estresse que envolvem uma cozinha e me lembro de como era jovem, ingênuo e confiante naquela época. A cozinha está no seu melhor quando chefs novos, arrogantes, ágeis e inovadores estão no controle”

Sempre polêmico…

“Os vegetarianos, e sua facção parecida com o Hezbollah, os veganos, são um irritante persistente para qualquer chef que se preze. Para mim, a vida sem caldo de vitela, gordura de porco, linguiça, carne de órgãos ou mesmo queijo fedido é uma vida que não vale a pena ser vivida”

Já falamos que Anthony Bourdain também adorava uma boa polêmica?

“Eu não gosto de ver animais sofrendo. Isso foi muito desconfortável para mim. Eu não gosto de agricultura industrial. Eu não sou um defensor da indústria da carne”

Ele sempre foi defensor também da agricultura e pecuárias responsáveis, com um bom tratamento aos animais e produção em escala apenas para consumo. Grandes rebanhos para consumo em escala industrial era algo extremamente condenável para o chef.

“Já desisti [da aposentadoria]. Eu Tentei. Acho que sou muito nervoso, neurótico, obcecado. Eu poderia ter uma resposta diferente há alguns anos. Eu poderia me iludir achando que seria feliz em uma rede ou fazendo jardinagem, mas não. Tenho certeza que não seria. Eu provavelmente vou morrer na estrada”

E aparentemente, ele acabou prevendo qual seria o seu destino… Bourdain foi de grande importância para o mundo da gastronomia e seu nome sempre será lembrado.

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *