Barriga lisa: 4 passos simples e eficazes para desinchar
13 de fevereiro de 2020
Mitos e verdades sobre o tesão masculino!
13 de fevereiro de 2020

10 processos judiciais bizarros que mais parecem piada

processos judiciais

Quando você pensa em direito e advocacia, imagina logo um monte de gente séria e um ambiente nada engraçado, certo? Mas sabiam que existem alguns processos judiciais bizarros capazes de tirar qualquer advogado do sério? O que você acharia de uma pessoa que tentou processar Deus? Ou processar o Batman? E, ainda, processar a si mesmo? Acha tudo isso absurdo? Pois confere nossa lista que tem casos assim ou piores:

1 – Processou a empresa que a demitiu por soltar pum

Soltar pum pode causar demissão por justa causa em casos específicos. Isso acontece quando, por exemplo, é feito de forma intencional, de forma a atrapalhar o ambiente de trabalho. Porém, uma mulher em São Paulo que estava passando por um problema de saúde entrou com um processo judicial contra a empresa que a demitiu com justa causa por excesso de flatulência. A justa então foi revertida e a mulher ainda recebeu 10 mil reais de indenização.

processos judiciais

2 – Processou a empresa por ter bebido demais e batido o carro

Esse caso aconteceu no Canadá. Uma mulher acabou passando da conta na festinha da firma. Ao sair de lá, ela bateu com o carro. Então, ela processou a empresa e o chefe, culpando-os pelo acidente e ganhou 300 mil dólares de indenização.

3 – Processou a nora por não ter feito sexo com o filho na noite de núpcias

Falamos que íamos mostrar processos judiciais bizarros, não era? Então que tal este: na China, um agricultor foi tirar satisfações cm sua nora após descobrir que ela não fez sexo com seu filho na noite de núpcias. Ele acabou apanhando da família da moça, então, resolveu processá-la por danos físicos e morais.

4 – Processou o marido por quebrar a cama

Esse caso curioso aconteceu no Zimbábua. Uma mulher processou o marido por ele quebrar a cama do casal. Acontece que isso rolou quando ele estava lá com a amante. Claro que a mulher não ficou nada feliz com a situação. Ela ainda pediu para que ele consertasse a cama, mas ele se recusou. Ela então processou o agora ex-marido.

5 – Processou a faculdade por não ter arrumado emprego

Uma jovem formada em Tecnologia da Informação em uma universidade de Nova York resolveu processar a faculdade na qual ela se formara. O motivo? Sete meses depois de ter terminado o curso, ela ainda não tinha conseguido arrumar emprego. Logo, ela culpava a faculdade pelo ocorrido e pediu 70 mil dólares. Acabou perdendo.

processos judiciais

6 – Processou o Mc Donald’s por ter se queimado com café

Sabiam que existe um prêmio para os processos judiciais bizarros? Se chama Stella e se deve a Stella Liebeck. Em 1992, ela tinha 79 anos e processou o Mc Donald’s por ter se queimado ao abrir a tampa do cafezinho. Os advogados alegaram que o café era servido a 70ºC, temperatura muito alta para o consumo. Com isso, a senhorinha levou para casa a bolada de US$ 2,8 milhões.

7 – Processou a si mesmo por cometer crimes

O caso aconteceu nos Estados Unidos, em 1995. Um homem processou a si mesmo no valor de U$S 5 milhões alegando que tinha se afastado das próprias crenças ao cometer os crimes que cometeu. Como ele já estava preso, ele esperava que o Estado fosse pagar a indenização.

8 – Processou o Batman

Sabiam que na Turquia existe uma cidade chamada Batman? Então, o prefeito da cidade resolveu processar Alan Moore e Christopher Nolan por utilizarem o nome da cidade no filme Cavaleiro das Trevas. Ele pediu, ainda, indenização moral aos mais de 300 mil habitantes da cidade pelo uso indevido do nome da cidade. Mas o detalhe é que a cidade ganhou o nome em 1957. Já o personagem foi criado em 1939.

processos judiciais

9 – Processou a empresa de TV por engordar

Existem processos judicias bizarros e existe esse. Então, nos Estados Unidos um homem foi condenado a 21 anos de prisão por assassinato. Ele então processou Deus porque, quando ele foi batizado, deus deveria protegê-lo do Diabo. O homem então alegou que seu crime foi coisa de Satã e por isso estava processando Deus que não teria cumprido sua parte no contrato. A corte negou o pedido e o homem continuou preso.

10 – Processou Deus por ter cometido crimes

Um homem norte-americano se deu conta que estava fumando mais e sua mulher havia engordado. O motivo? Eles ficavam tempo demais em frente à televisão. Ele então processou a provedora de TV a cabo, alegando que, quando ele pediu o cancelamento, a empresa não realizou o mesmo. Com isso, eles acabaram viciados em ver TV. O processo acabou sendo arquivado.

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *