Abertas inscrições para oficinas circences do mês de junho na Vila das Artes
5 de junho de 2019
O pessoal está pirando na nova temporada de Black Mirror!!!
6 de junho de 2019

Em tempos de tantas crises políticas, seja no Brasil ou no mundo, vira e mexe temos a notícia de alguma manifestação. Infelizmente, muitas acabam de forma violenta ou têm motivações bem sérias, assuntos que realmente precisam ser questionados… Mas já outras… Acredite ou não, mas existem uns protestos diferentões por aí… E claro que, como a gente adora uma bizarrice, separamos alguns deles para mostrar para vocês! olha só:

10 – Todos os protestos de Petr Pavlensky

Se vamos falar de protestos diferentões, temos que começar com o rei deles! Petr Pavlensky sempre chamou atenção da mídia por seus protestos inusitados. O artista russo, uma vez, costurou os próprios lábios em protesto contra a prisão das integrantes da banda Pussy Riot. Ele também já sentou nu em plena praça vermelha, em Moscou, e martelou um prego que deixou seus testículos presos no chão.

Mas não para por aí! Ele já foi deixado nu em frente à Assembleia Legislativa de São Pettersburgo envolto em uma espécie de casulo feita de arame farpado. E mais: para protestar contra o uso político da psiquiatria, ele sentou mais uma vez sem roupa – no muro da clínica Serbcky, em Moscou, e acabou cortando o lóbulo da própria orelha! Está bom ou quer mais???

09 – De bunda para a câmera

Os Estados Unidos instalaram um balão náutico com uma câmera, na fronteira com o Canadá. E o que foi que os canadenses fizeram? Protestaram! Cerca de 200 canadenses viraram de costas para as câmeras de segurança do governo dos EUA, baixaram as calças e mostraram o bumbum para as lentes! Isso foi a forma que eles acharam para mostrar que não gostavam nem um pouco de serem vigiados.

08 – O menor – e mais fofo! –  manifesto do mundo

Imagine pequenos manifestantes do tamanho de Legos protestando em uma maquete de Lego. Pois bem, essa “Lego-manifestação” aconteceu em um protesto contra o aquecimento global. Seis manifestantes de quase 3 centímetro de altura foram colocados na maquete feita com Lego da usina termelétrica americana Kingsnorth. Lá, eles segurança uma pequenina faixa escrito “Parem o aquecimento global”. O mini protesto teve até policiais em miniatura chocados com a situação.

07 – Em nome de uma causa

Uma adolescente nos Estados Unidos entrou na justiça para mudar seu nome de Jennifer Thornburg para Cutout Dissection.com (ou Parem a dissecação.com, traduzindo literalmente). O motivo? Protestar contra as escolas que realizavam a dissecção de animais nas aulas de laboratório.  “Mudei meu nome, a fim de aumentar a conscientização sobre os seis milhões de animais que são mortos […] para dissecção a cada ano. Matar animais na escola envia a mensagem para os alunos que a vida de um animal é inútil. Não acredito que essa é uma mensagem que professores devem passar.”

06 – Cortando o mal pela raiz

No Egito, um rapaz estava inconformado com o casamento arranjado por seus pais. Na luta para poder se casar com a mulher que ele amava, ele fez várias ameaças aos pais, mas nenhuma resultou no cancelamento do compromisso. Desesperado, ele cortou o pênis e os testículos.O jovem até foi hospitalizado, mas, infelizmente, os médicos não conseguiram reimplantar o órgão decepado…

05 – Abaixem as guitarras, quer dizer, abaixo as guitarras!

Acreditem ou não, mas já houve um protesto contra as guitarras elétricas… E ele aconteceu aqui no Brasil! E foi liderado por grandes nomes da música popular brasileira! Em 17 de julho de 1968, nomes como Gilberto Gil, Geraldo Vandré, Elis Regina e Jair Rodrigues saíram pelas ruas de São Paulo gritando palavras de ordem e pedindo a proibição da venda das guitarras no Brasil. Segundo eles, ela era o símbolo do “imperialismo ianque” que dominava o Brasil. Nem precisa dizer que, mesmo entre eles, muitos acharam o protesto meio ridículo, certo?

04 – Pelado, pelado, nu com a mão no bolso

Vamos combinar: protestar sem roupa já não é algo mais tão chocante assim nos dias de hoje. Mas, a história desse alemão vale a pena contar. Em 2012, um alemão, com raiva dos altos valores dos combustíveis, foi até um posto vestindo apenas um par de sapatos. Ele desceu do carro, abasteceu o veículo, entrou na loja de conveniência, fez algumas compras, pagou tudo e depois foi embora. Assim, sem mais.

03 – Enganchada

Uma artista britânica chamada Alice Newstead fez um protesto diferente em frente a uma loja de cosméticos em Paris, na França. Com o corpo pintado de prata, ela foi suspensa por ganchos colocados sob a pele de suas costas. A ideia era protestar contra a matança de tubarões, segundo ela, fomentada pela indústria cosmética. Ela contou que, pintada e na posição em que estava, ela representava um tubarão.

02 – Ataque com manteiga podre

Membros de uma organização de preservação da vida marinha, a Sea Shepherd Conservation Society, arrumaram uma forma bem diferente para protestar. Eles atiraram cerca de 25 quilos de manteiga podre em um navio japonês que caçava baleias, em fevereiro de 2009. Alguns tripulantes da embarcação acabaram vomitando e passando muito mal devido ao mau cheiro da manteiga podre.

01 – Depilação pelo desmatamento

Existem protestos diferentõese existe este, de Harrison Ford. Sim, ele mesmo, o eterno Indiana Jones. O ator, que é ativista ambiental e vice-presidente da Conservation International, organização que luta contra a mudança climática, queria chamar atenção para os gases que aceleram o efeito estufa. O que ele fez para isso? Depilou uma parte dos pelos de seu peito com uma esteticista enquanto jornalistas observavam. Ao final de tudo, ele ainda declarou que entendia a “dor do desmatamento”. Então tá, né?

Fotos e vídeo: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *