Abertas inscrições para o 70º Salão de Abril
3 de abril de 2019
Unhas de vidro – 8 dicas para investir na trend
3 de abril de 2019

4 filmes sobre autismo para ver e aprender na Netflix

Na última terça-feira, 2 de abril, foi celebrado o Dia Internacional de Conscientização sobre o Autismo. O mês inteiro é dedicado ao tema. Entretanto, falar sobre o autismo, explicar o que é essa condição e tirar as várias dúvidas que muitas pessoas têm sobre o assunto é pauta para o ano inteiro.

Então, para manter o assunto em voga, a gente separou uma listinha com quatro filmes sobre o autismo, todos disponíveis ainda no Netflix, para ajudar quem quiser – ou quem precisa – entender um pouco mais sobre esse universo tão pouco falado nas grandes mídias. Confere só:


Touch

Para começar, melhor que um filme sobre autismo, que tal uma série inteira que trata do tema? Essa é a premissa de Touch. Kiefer Sutherland faz o papel de um viúvo que cuida de seu filho autista, obcecado por números. Aos poucos, ele vai descobrindo que aqueles números que o filho tanto busca revelam muito mais do que ele imagina.


Life, Animated

Você precisa conhecer a vida de Owen Suskind. Ele é um homem autista que desde criança encontrava sérios problemas para falar e se comunicar. Porém, através dos personagens da Disney, ele encontra um meio único de se comunicar com o mundo e as pessoas a seu redor. Extremamente tocante.


Asperger’s Are Us

O filme se trata, na verdade, de um documentário. Ele conta a história de uma trupe itinerante de teatro de comédia formada por quatro amigos que tem algo muito especial em comum: todos tem Síndrome de Asperger. O longa acompanha os últimos momentos do grupo antes da saída de um de seus membros.


Bullying

O documentário fala de um dos maiores problemas dos EUA – o bullying, em todas as suas formas. Mas em uma das sequências, um menino de 12 anos, diagnosticado com Asperger, sofre vários ataques verbais e físicos no ônibus da escola, todos os dias. Quando os pais perguntam por que ele nunca falou nada, o menino responde “eles são os únicos amigos que eu tenho”. O desenrolar dessa história é comovente.

Lembrando, pessoal: todos merecem respeito! E, se você desconfia que alguém próximo a você possa ter autismo em qualquer uma de suas variantes, converse com ela e aconselhe que ela procure ajuda médica.

Fotos e vídeos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *