Desafio do Papel Higiênico
Desafio do Papel Higiênico ou #BumbumChallenge, a nova moda da quarentena
2 de abril de 2020
#FICAEMCASA: 3 clássicos infantis para ler em família
2 de abril de 2020

5 dicas para ter o coração mais saudável

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) o acidente vascular cerebral (AVC) e a doença cardíaca causam em torno de 17 milhões de mortes por ano. No Brasil, os números estão entre 300 mil e 400 mil mortes anualmente.

O diretor-geral do Centro de Cardiologia do Hospital Sírio-Libanês, Roberto Kalil Filho, diz que as doenças do coração podem ser prevenidas por meio de um estilo de vida mais saudável, ou seja, adotar uma dieta balanceada, não fumar ou usar drogas, não beber álcool em excesso e praticar atividades físicas. Saiba mais logo abaixo!

1.Mantenha uma boa alimentação

A recomendação é de que a sua alimentação seja rica em proteínas, aminoácidos, gorduras, fibras, carboidratos e ácidos graxos. Pode acreditar, é possível fazer refeições saborosas e equilibradas. Porém, nada de ultrapassar 6g de sal e 25g de açúcar ao longo do consumo diário.

2.Pratique atividades físicas

Que tal caminhar durante uma hora todos os dias? A prática da caminhada diminui os riscos de doenças cardiovasculares, além de combater o estresse, auxiliar no bom humor e no bem-estar.

3.Consulte um médico com frequência

Normalmente, os check-ups são recomendados aos 30 anos, porém, para as pessoas que tem histórico familiar de problemas cardíacos ou com fatores de risco podem iniciar antes. O ideal é procurar um médico para que ele possa indicar quando começar e com que frequência repetir os exames.

4.Trate os fatores de risco

Consumo de álcool, tabagismo e outras drogas, obesidade, sedentarismo, diabetes e hipertensão aumentam os riscos de doenças no coração.

5.Atenção aos sintomas

Não é sempre que os problemas cardíacos apresentam sintomas, mas fique atento com dores ou sensação incomum, por exemplo, aperto no peito por maia de 20 minutos, palpitações, falta de fôlego, tontura, desmaio e dores na perna sem razão.

Portanto, além de aderir a hábitos saudáveis, não esqueça de consultar um especialista com frequência, hein?!

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *