Glow natural – 3 dicas de como conseguir o mood da temporada!
2 de outubro de 2018
Game of Thrones ganha série especial de bebidas
3 de outubro de 2018

5 filmes para entender mais sobre relacionamentos abusivos

Desde que temas ligados às mulheres e ao feminismo começaram a ficar em evidência em diversas rodas de discussão, os relacionamentos abusivos também entraram na mira de muita gente. Afinal, antes de se discutir as relações de gênero, muitas pessoas viviam em relacionamentos deste tipo e, às vezes, sofriam sem nem saber que estavam ao lado de alguém com comportamento abusivo.

Se você ainda não entende bem sobre relacionamentos abusivos, o cinema traz ótimos exemplos que ajudam a esclarecer mais o que seja este tipo de relacionamento. A gente aqui do Pátio Hype separou cinco desses filmes psicológicos que vão ajudar você a entender mais sobre relacionamentos abusivos e assim, evitar este tipo de convívio. Confira:

Garçonete – 2007


Uma garçonete tem um dom especial: ela cria tortas maravilhosas. Seu sonho é juntar dinheiro o suficiente e ir embora. Porém, uma gravidez inesperada muda seus planos. Para piorar, ela se apaixona pelo seu médico. O que poderia muito bem ser a trama de uma comédia romântica revela, na verdade, um filme sensível que aborda de forma direta a questão do abuso nos relacionamentos. A garçonete tem um marido extremamente abusivo, prepotente e mesmo violento. Ela sonha em largá-lo, porém descobre que está grávida dele e fica sem saber o que fazer. Porém, enquanto muitos acham que sua paixão pelo seu médico será sua salvação, na verdade ela encontra a coragem para mudar de vida de uma forma mais inesperada: ao olhar para o rosto de seu bebê.

Grandes Olhos – 2015


O longa consta a história real do casal Walter e Margaret Keane. Walter era um pintor mediano e descobre que sua mulher pinta quadros de mulheres e crianças com olhos grandes que logo se tornam sucesso no final dos anos 1950. Devido ao machismo da época, ele aproveita e passa a vender os quadros de sua esposa como se fossem dele. Com o tempo, Walter começa a ficar muito famosos e rico às custas da arte de sua esposa. O que no início era uma relação do tipo “fique ao meu lado que eu farei tudo por você, até vender seus quadros” se transformou em algo extremamente abusivo, no qual ele trancava Margaret e a obrigava a pintar por horas a fio. Está disponível na Netflix!!!

Dormindo com o inimigo – 1991


Quando Laura conhece Martin, ele parecia o homem dos sonhos: bonito, rico, educado e carinhoso. Porém, ao se casarem, ela mal esperava o inferno que sua vida iria se tornar. Martin se transforma em um homem extremamente ciumento, compulsivo e violento, o que a deixa sempre apavorada. Um dia, o casal sai para velejar com um amigo. Durante uma tempestade, Laura se joga no mar e simula seu afogamento. Para ela, essa é a única forma dela se livrar de seu relacionamento abusivo.

Effie Gray – 2014


Outro filme baseado em uma história real. Ele narra a vida de  John Ruskin, um famosos crítico de arte inglês, e sua esposa de apenas 19 anos, Effie Gray. Ao longo da vida conjugal dos dois, John nunca chega a tocar na esposa. Sempre a trata como algo sem valor. Com o tempo, Effie começa a adoecer devido aos abusos psicológicos, porém a situação só piora. Incapaz de um gesto de carinho para com ela, John começa a acusar a esposa de estar agindo de má índole sem que ela tenha feito absolutamente nada que justificasse as acusações e abusos do marido.

Antes de Dormir – 2014


Neste filme, Nicole Kidman é mulher que, a cada manhã, não lembra de nada do que lhe aconteceu nos últimos 20 anos. Tudo isso devido a um acidente sofrido. Cabe a seu marido lhe recordar, diariamente, de sua vida, através de um painel fotográfico. Porém, ela começa, de forma secreta, um tratamento médico em busca de recuperar suas lembranças. E aos poucos, ela vai descobrindo que nem tudo é como ela imagina, e ela questiona até sua personalidade. É um excelente filme para pensarmos sobre como às vezes somos levados a crer em histórias sobre nós mesmos…

Já falamos e repetimos aqui: relacionamentos abusivos são sérios e ninguém merece ficar preso a um. Fique atento para não se deixar levar por um e, caso conheça alguém nesta condição, ofereça ajuda.

Fotos e vídeos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *