Fundos Rotativos Solidários geram crescimento de capital em Sobral
22 de janeiro de 2016
Secitece abre inscrições de curso gratuito para pessoas com deficiência
22 de janeiro de 2016


Desde que foi criado em 2006, até agora, mais de 15 milhões de empreendedores, entre pequenas e médias empresas, fazem parte do Simples Nacional. Este ano, os empreendedores que desejam aderir ao regime simplificado de pagamento de tributos têm até o dia 29 de janeiro para fazer a solicitação.

Para quem está começando uma pequena empresa o regime costuma ser a melhor opção para pagar uma alíquota única de imposto. Para facilitar o cadastro, o No Pátio fez o passo a passo do processo de adesão ao programa do Sebrae. Confira:

1- Clique aqui para acessar ao site do Simples Nacional.

2- Clique no link que aparece após a mensagem que diz “caso você não tenha o código de acesso ou precise alterá-lo ou se esqueceu, clique aqui”, localizado abaixo da tabela de serviços disponíveis.

3- Informe o CNPJ da empresa e o CPF do responsável.

4- Será solicitado o número do recibo de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). Caso o responsável pela empresa seja isento de declaração do IRPF, a Receita pede o número do título de eleitor e a data de nascimento.

Simples Nacional 2

5- Copie o código de acesso gerado, vá para a coluna que mostra “Simples/ Serviços” e clique em “Opção”.

6- Selecione “Agendamento da Opção pelo Simples Nacional”, clicando na chave da coluna “Código de acesso”.

7- Insira CNPJ, CPF, código de acesso e caracteres descritos.

8- Clique em “Sim” e, posteriormente, em “Aceito”.

9- Será solicitada autorização para iniciar a verificação de pendências cadastrais e fiscais. Clique em “Iniciar Verificação” e depois em “Salvar”.

Feito isso, será liberado o acesso ao “Acompanhamento do Resultado da Solicitação de Opção”. Existem duas possibilidades: Positivo ou negativo. Em caso de resultado positivo, será possível ver o título “Sua opção pelo Simples Nacional está confirmada com efeitos a partir de 01/01/2016”, pois o efeito é retroativo ao primeiro dia do ano.  Já em caso de resultado negativo significa pendências da empresa nos órgãos públicos, o que impede o enquadramento no programa.

Fique atento! Quem perder o prazo de adesão ao sistema só poderá entrar no Simples Nacional em 2017.

Fotos: Reprodução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *