Que tal alugar a casa do Tony Stark para passar férias?
13 de junho de 2019
Aulas de dança na Biblioteca Herbênia Gurgel
13 de junho de 2019

Aos 79 ela virou modelo e criou linha de lingerie para mulheres maduras

Que atire o primeiro sutiã sem aro a mulher que nunca passou em uma loja de lingerie e disse que essa ou aquela peça “eram coisa de velha”. Seja calcinha grande, sutiã sem bojo, lingerie cor de pele… Não importa, o fato é que sempre associamos mulheres mais velhas com peças sem graça e zero sex appeal. mas uma empresária resolveu mudar esse cenário e apostar no mercado de lingeries para mulheres maduras.

Helena Schargel sempre foi o tipo de mulher que trabalhava ano após ano, praticamente sem tirar férias. Por 45 anos ela se dedicou basicamente à mesma empresa, no ramo da moda. Quando a aposentadoria veio, aos 78 anos, ela encontrou um meio de se reinventar. Aproveitando sua experiência na área, ela resolveu se dedicar a um mercado no qual ela própria se inseria: o de lingeries para mulheres maduras.

Helena notou que não havia produtos bonitos destinados a esse público. Era como se mulheres com mais de 60 anos não quisessem se sentir bonitas e sensuais utilizando calcinhas e sutiãs bonitos. Em entrevista à revista Vogue, Helena contou que participou de um evento voltado para pessoas com mais de 50 no qual perguntaram os projetos pessoais dos presentes. Num impulso, ela respondeu “lingerie 60+”. A empresária então falou que minutos depois, várias mulheres se acercaram perguntando onde podiam comprar o produto – que ainda sequer existia!

Com a certeza da demanda, convidou a diretora da empresa na qual trabalhou por 45 anos para ser sua sócia. “Liguei para a diretora da empresa, Myriam, e disse: “Tenho um projeto: fazer lingeries para mulheres 60+. Mas não tem nada a ver com mulher velha, você topa?” Ela, que estava viajando, do outro lado do mundo aceitou na hora. E eu ainda emendei: “Eu quero ser a cara desta lingerie, fazer as campanhas, catálogos… Eu vou ser a mulher 60+!”.

E assim nasceu a linha 60+ da Recco. Hoje, além de desenvolver as coleções, Helena ainda posa como modelo da marca. “Preciso mostrar para esse pessoal de 50,60 anos que eles podem sair da invisibilidade”, declara. E você, se acha muito velho para se reinventar?

Fotos: Reprodução

1 Comentário

  1. cecilia Scaroe disse:

    Até que enfim apareceu uma iluminada. Grata garota.
    Onde encontro essas maravilhas. (82 1/2).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *