Fotos mostram maridos entediados durante as compras dos outros…
4 de dezembro de 2018
Para padres, Harry Potter é um dos culpados pelo aumento dos exorcismos
4 de dezembro de 2018

Aplicativo ajuda a inclusão de pessoas com deficiência nas indústrias

No total, o Brasil tem 45,6 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência e menos de 1% delas conseguem ingressar no mercado de trabalho. Segundo a Lei de Cotas de 1991, se uma empresa tem entre 100 e 200 empregados, 2% das vagas devem ser garantidas a pessoas com deficiência.

Porém, atualmente, apenas 48% das vagas reservadas para pessoas com deficiência (PcD) estão ocupadas em todo o País. Os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), também mostram que em 2016, eram 418,5 mil PcDs empregados com carteira assinada, enquanto em 2017, o número caiu para 405,3 mil.

Apesar da obrigatoriedade da contratação de pessoas com deficiência, as empresas brasileiras ainda mostram resistência. E o motivo seria justamente a dificuldade em encontrar postos de trabalho compatíveis com as deficiências dos trabalhadores.

Então, para auxiliar as indústrias na inclusão de trabalhadores com deficiência,  o Serviço Social da Indústria (SESI), por meio do Edital de Inovação para a Indústria, trabalhou no desenvolvimento de um aplicativo. Chamado de Indústria Acessível, ele tem ajudado nos projetos de acessibilidade nas indústrias. O Indústria Acessível auxilia no mapeamento e adaptação de postos de trabalho para pessoas com as mais diversas deficiências.

Com ele, o mapeamento das vagas e dos trabalhadores, antes feito manualmente, agora é todo feito pelo aplicativo. Com isso, tempo utilizado pelo SESI durante as consultorias caia pela metade. O Indústria Acessível funciona de forma simples. A empresa insere seus dados no aplicativo. O SESI faz uma visita ao local e gera relatório com as adequações necessárias.

“Com base nesse relatório, a empresa já pode desenvolver um plano de ações para poder corrigir situações que necessitem de melhoria para questões de acessibilidade e ao mesmo tempo é gerado um relatório para o mapeamento de postos de trabalho. Isso facilita o processo de recrutamento e seleção nas indústrias. O benefício é a retenção de talentos e o atendimento da legislação”, explica o engenheiro de segurança do Centro de Inovação SESI em Longevidade e Produtividade, Felyppe Blum

O aplicativo passa agora por atualizações para auxiliar também na manutenção dos trabalhadores nas indústrias, com qualidade, ao longo da vida. O Indústria Acessível ajudará ainda na reabilitação de trabalhadores afastados por motivos de doença ou acidentes de trabalho.

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *