Espetáculo homenageia Fagner com cantores da nova geração cearense
9 de maio de 2018
Os cinco principais fatores causadores das dores de cabeça!
9 de maio de 2018

Estamos na reta final de O Outro Lado do Paraíso, uma novela que ganhou, ao mesmo tempo, o amor e o ódio de muita gente. A volta por cima e a vingança da personagem Clara em cima de todos aqueles que destruíram a sua vida, as tesouradas da personagem de Marieta Severo, Sophia, as reviravoltas do vários personagens… Tudo isso tem prendido os telespectadores na frente da telinha todas as noites.

Porém, a novela também trouxe a tona muitas polêmicas, principalmente sobre a forma que alguns assuntos foram abordados… Violência contra a mulher, abuso de menores e mais temas foram mal explorados pelos autores ou retratados de forma absurdamente irreal. E relembramos aqui algumas dessas polêmicas da novela.

Violência contra a mulher

Um dos temas mais emblemáticos da novela era a violência do personagem Gael. Logo no começo da novela, após se casar com Clara, ele se mostrou extremamente agressivo e possessivo. Ele não permitia que a mulher saísse sozinha, tivesse amizade com outros homens e várias foram as vezes que ele bateu nela. Em um dado momento, chegou a estuprar a própria esposa. Após a separação de Clara, ele começou outro relacionamento e agia da mesma forma.

A polêmica aqui é como a Globo tratou o caso de Gael. Em nenhum momento ele foi repreendido ou sofreu qualquer tipo de consequência por seus atos. Disseram que ele tinha “um espírito mal” dentro dele, que a culpa era de Sophia, que o maltratava quando ele era criança, as desculpas para o comportamento dele foram várias.

Gael chegou a ser preso por vingança de Clara, mas não ficou muito tempo na cadeia. E agora, na reta final da novela, ele sofre uma espécie de “redenção” e, por algum tempo, até se cogitou a possibilidade de Clara terminar com ele. É sério?

Prostituição romantizada

Notou que em O Outro Lado do Paraíso ser garota de programa parecia ser algo muito bom? O bordel era sempre feliz, mulheres animadas, alegres por se prostituírem… Teve até personagem que na primeira dificuldade com o marido, foi lá para o bordel leiloar a virgindade… Acontece que, na vida real, a prostituição está longe de ser noitadas, festas e muito dinheiro como mostrado na novela….

A abordagem sobre coaching pedofilia

A personagem Laura sofria abusos de seu padrasto, Vinícius e foi assediada por ele quando criança. E acabou se tornando peça no quebra-cabeças da vingança de Clara. Porém, quem ajudou Laura a lembrar do trauma através da hipnose e “superar” o ocorrido foi uma… profissional de coaching! Sim, por causa de um merchandising de uma empresa de coaching, o trauma psicológico sofrido por Laura foi tratado de forma simplista, como se qualquer profissional pudesse resolver. E claro que casos assim devem ser cuidados por uma equipe de especialistas, com psicólogos e psiquiatras envolvidos.

A polêmica foi tão grande que o Conselho Federal de Psicologia afirmou, em nota oficial, que a emissora presta um “desserviço à população brasileira ao tratar com simplismo e interesses mercadológicos” o sentimento de jovens vítimas de abusos sexuais na infância.

A amamentação cruzada

Em uma cena de O Outro Lado do Paraíso, o psiquiatra Samuel “oferece” Suzy como ama de leite, pois a personagem Karina não conseguia amamentar o filho. Acontece que essa prática de amamentar um filho que não é o seu é extremamente perigosa para a saúde do bebê. Doenças como HIV e hepatite podem ser transmitidas para a criança.

O correto é buscar um banco de leite. Lá, o leite doado passa por um processo de pasteurização, matando qualquer tipo de agente contaminante. E assim, o que poderia ser um alerta sobre a importância da doação de leite resultou em um alerta emitido pelo Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) sobre o risco dessa prática.

A cura gay

Outra polêmica envolvendo o personagem de Eriberto Leão (Samuel). Se no começo da trama ele era apenas mais um gay que não se abria com medo da família e/ou da sociedade, quando a verdade veio a tona a coisa saiu do controle. Ele, sua esposa Suzy e seu amante Cido foram morar todos juntos na mesma casa. E com a mãe do médico junto. Logo tudo parecia um circo. Expressões ligadas à sexualidade do personagem era utilizado de qualquer forma para diminuí-lo.

Mas o absurdo foi quando tentaram fazer com que Samuel e Cido passassem por uma espécie de “cura gay” com “recaídas heterossexuais” e coisas do tipo… Nem precisa dizer que isso foi bastante criticado pelo público…

Muitas dessas polêmicas de O Outro Lado do Paraíso acabaram sendo “remendadas” pelo autor, Walcyr Carrasco, ao longo da trama. Porém, não passaram despercebidas pelos expectadores… O que vocês esperam nesses últimos dias da novela?

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *