6 jogos para apimentar a vida sexual!
14 de maio de 2020
Livros para iniciar na Fotografia
15 de maio de 2020

Assembleia Legislativa promove programação virtual para Semana do Meio Ambiente

A Semana do Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Ceará será diferente neste ano de 2020. Por conta da pandemia causada pela Covid-19, o evento, promovido pela Célula da Agenda Ambiental da Administração Pública (A3P), será realizado de forma virtual, porém mantendo seu objetivo de despertar a consciência ambiental de servidores e público em geral, contribuindo para a preservação dos recursos naturais.

Na última sexta-feira (15), membros da célula da A3P se reuniram de forma remota para iniciar o planejamento do evento, que tem início previsto para o dia 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente. A programação, segundo a engenheira ambiental e orientadora da Célula da A3P, Morgana Ferreira, está sendo adequada ao período de isolamento social.

De acordo com Morgana, o evento contará com lives de palestras com especialistas e workshops. “Estamos discutindo a idealização da Semana do Meio Ambiente 2020 e o Manual de Licitação Sustentável, que pretendemos lançar em breve, elaborando termos de referência de licitações para ajudar na pandemia, como máscaras e tapetes higienizadores’’, informa.

A orientadora alerta ainda para a importância de se praticar hábitos sustentáveis diariamente e como a sede do Poder Legislativo cearense já vem se adequando às medidas. “Esses hábitos devem ser praticados diariamente, e não apenas em épocas pontuais, como durante a Semana do Meio Ambiente. Uma das recomendações é o reúso da água do ar-condicionado, já adotada nos anexos I e II do Poder Legislativo, o que também pode ser feito nas residências”, citou.

Conforme explica Morgana, o reaproveitamento da água do ar-condicionado gera diversos benefícios ao meio ambiente e também ao bolso. “Em termos ambientais, inibe o acúmulo de água para a proliferação de mosquitos como o Aedes aegypti, diminui a contribuição da água direcionada para drenagem urbana, reduz a quantidade de água retirada dos mananciais e ainda promove a prática da educação ambiental’’, justificou.

A engenha ambiental informou que está em estudo a viabilidade de a Assembleia Legislativa tratar a água fornecida pela Cagece para consumo humano, realizando o tratamento adequado na própria Casa. O projeto foi idealizado e será executado pelo servidor e membro da Comissão Gestora da Célula da A3P Eliezer Abdala. A iniciativa está sendo debatida junto à Diretoria Administrativa para realização de ajustes finais, com previsão de início da fase de teste de um protótipo na sequência.

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *