Vai dar praia – Vem conferir o line-up do DFB 2019
24 de abril de 2019
Sefaz propõe incluir educação fiscal no currículo das escolas de tempo integral
24 de abril de 2019

Audiência na Assembleia Legislativa debate criação da Rede de Proteção Animal do Estado

Infelizmente nos tempos atuais temos sido informados através da imprensa de muitos relatos de maus tratos e atrocidades impensáveis contra animais. Com o objetivo de discutir o assunto e gerar soluções, a Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento do Semiárido da Assembleia Legislativa realiza audiência pública, nesta quinta-feira (25), , a partir das 14h30, para discutir a criação da Rede de Proteção Animal do Estado. O debate atende a requerimento do deputado Acrísio Sena (PT) e acontece no Complexo de Comissões Técnicas da Casa.


De acordo com o parlamentar, a ideia da criação de uma Rede de Proteção Animal surgiu como forma de enfrentamento aos maus-tratos e de fomento a políticas públicas que tratem do bem-estar animal.

Ainda de acordo com ele, a Rede teria como ponto de partida alguns eixos, como a concentração das denúncias de maus-tratos contra animais, de onde seriam encaminhados os casos para os órgãos competentes para apuração.

Acrísio Sena também aponta a situação do atendimento e tratamento aos animais e de abrigo até posterior adoção como outro grande desafio que precisa ser enfrentado. “O debate é urgente e a participação dos órgãos, entidades e protetores independentes que podem contribuir para essa construção é imprescindível”, ressalta o deputado.

Estão convidados para participarem da audiência, representantes da Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema); da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace); da Promotoria de Justiça do Meio Ambiente do Ministério Público do Estado; da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Fortaleza; do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama); dentre outras entidades.

 

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *