Ceará indígena em aldeias Virtuais
26 de junho de 2020
Havaianas lança coleção para o mês do Orgulho LGBT
26 de junho de 2020

Bizarro: após Baleia Azul e MoMo, agora Homem Pateta coloca a internet em alerta

Homem Pateta

Vira a mexe, aparece uma notícia que alguém está propondo algum tipo de desafio na internet. Muitas vezes são divertidos, outras vezes são meio idiotas, mas o fato é que alguns deles chegam a colocar a polícia em alerta. Um deles foi o caso da Baleia Azul, que, segundo especialistas,usava o Facebook para incentivar crianças e adolescentes a se machucarem e, inclusive, tirarem a própria vida. Também houve o desafio da MoMo, que deixou pais em todo o mundo desesperados com a suposta aparição da boneca em vídeos infantis no Youtube e também entrava em contato via Whatsapp desafiando os pequenos a se machucarem. E agora, a polícia – e a internet como um todo – está em alerta por causa do Homem Pateta.

O nome pode parecer bizarro, e a figura é mais ainda. Segundo autoridades policiais de Santa Catarina, há um alerta para perfis, geralmente no Facebook, com o nome de Jonatan Galindo. Eles utilizam, na imagem de perfil, uma foto de um homem vestido como o personagem Pateta. De acordo com o alerta, ele tenta entrar em contato com crianças. Depois, as incentiva a se machucarem e até a tentarem tirar as próprias vidas.

Homem Pateta

A origem do Homem Pateta

A história do Homem Pateta não começou no Brasil. Pesquisas policiais mostram que o primeiro perfil no Facebook com o nome de Jonatan Galindo surgiu na Espanha. Logo foi replicado em outros países da Europa e chegou até o México. Mas, segundo a polícia de Santa Catarina, já há registros de perfis usando o mesmo nome ou a mesma foto aqui no Brasil. Uma busca rápida mostra vários perfis com o nome “Jonatan Galindo” e a temida foto:

Homem Pateta

Quase todos os perfis têm o mesmo estilo. Em nota, o agente da polícia civil Ivan de Souza Castilhos, integrante do Núcleo de Inteligência e Segurança Institucional (NIS) do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) falou sobre o caso. “Esses perfis têm poucas postagens e desafiam as pessoas a segui-los e enviar uma mensagem privada. Feito isso, é só esperar o retorno deles, que se dá através do envio de mensagens, vídeos, áudios ou até mesmo de uma ligação por vídeo ao vivo. O conteúdo da resposta tem a intenção de causar desconforto, medo e, em alguns casos, tenta provocar o suicídio”.

Os especialistas pedem, então, que os pais fiquem atentos ao conteúdo acessados pelos filhos na internet. Eles pedem, ainda, que também estejam alerta em relação a com quem as crianças conversam nos aplicativos.

Mas gente, será que isso tudo é verdade ou mais uma lenda urbana da internet? Seja como for, melhor fugir de qualquer Homem Pateta!

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *