Prefeitura realiza ação educativa sobre trânsito seguro e respeito aos ciclistas
3 de maio de 2016
Sebrae abre inscrições para 20 cursos gratuitos e online
3 de maio de 2016

Esse negócio de alguém plagiar alguém na música mundial não é algo novo. De Coldplay ao Parangolé, muita gente foi acusada de plagiar ou acusou alguém de plágio. Recentemente, inclusive, nós falamos aqui no No Pátio sobre a acusação de que a clássica “Stairway to Heaven”, do Led Zeppelin, teria sido plagiada de outra música pouco conhecida na época.

O fato é que mais dia, menos dia, sempre aparece alguma acusação de plágio na mídia. E os protagonistas da nova acusação são uma banda de heavy metal e uma cantora brasileira ou, como vocês leram no título, Black Sabbath e Vanusa.

Sim, falamos do Black Sabbath de Ozzy Ousborne, conhecido por ter comido um morcego em um dos shows da banda. E sim, falamos da mesma Vanusa que cantou o hino nacional de forma hilária em uma sessão solene e faz todo mundo rir até hoje. Mas, como foi essa história de plágio?

plágio

Bom, a polêmica não é exatamente recente. Desde 2013, Vanusa vem acusando o Black Sabbath de ter plagiado uma de suas canções. Segundo ela, “Sabbath Bloody Sabbath” seria um plágio da música “What to do”, dela. As duas canções foram gravadas no mesmo ano, em 1973, entretanto, a versão de Vanusa foi gravada quatro meses antes da versão norte-americana.

Em entrevista ao site Plus555, a cantora disse que não pretende processar Ozzy e sua turma pela acusação de plágio, e acredita que tudo não tenha passado de uma coincidência musical.  “Essa música nunca entrou no meu repertório, estava perdida de alguma forma. Agora várias pessoas pedem para cantar, e eu adorei! Estou ensaiando com minha banda e deveremos tocá-la ao vivo logo mais”.

Para acabar com suas dúvidas, confira abaixo a música da Vanusa:

[youtube width=”850″ height=”520″]https://youtu.be/fOnciH5Sy08[/youtube]

E a versão do Black Sabbath, suposto plágio:

[youtube width=”850″ height=”520″]https://youtu.be/lQ4IRzwi_Gg[/youtube]

E então, na opinião de vocês, houve plágio ou apenas a tal coincidência musical?

Fotos e vídeos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *