7 dicas simples para melhorar a vida!
9 de janeiro de 2018
MC Melody causa na internet com paródia de Vai Malandra
9 de janeiro de 2018

Assim que vira o ano, todo mundo só pensa em Carnaval, certo? E foi nesse clima que o primeiro final de semana de 2018 rolou em Fortaleza. Em diversos pontos da cidade, os blocos de pré-Carnaval fizeram a alegria de quem não dispensa uma boa folia. E um dos mais conhecidos, animados  – e disputados! – foi o Bloco Glitter.

No último sábado (06), o bloco reuniu uma grande concentração de foliões no Mercado dos Pinhões. Porém, a quantidade de pessoas foi muito grande, o que gerou uma série de transtornos para os envolvidos e, ainda, para quem mora ou trabalha no entorno do local.

A festa – que começou às 14h – reuniu um público muito maior do que o esperado. O resultado foi que o espaço interno do Mercado não foi suficiente para abrigar a todos. Logo, o espaço em torno mercado também foi tomado por foliões. Acontece que não havia segurança, agentes de trânsito ou banheiros químicos para atender a esta demanda. O resultado foi muita confusão, desorganização além de várias ocorrências de furtos, assédio e homofobia.

Em um comunicado oficial publicado no Instagram de um parceiro, os organizadores do Bloco Glitter anunciaram que não vão mais participar do circuito carnavalesco da cidade. Zé Filho, um dos organizadores do evento, conta que antes de realizar a festa, deu entrada em toda a documentação na Prefeitura.

Ocupar a rua é um ato político. É resistência. Há alguns anos, Fortaleza resgatou o brilho, a energia e os encontros que só um carnaval de rua pode oferecer. Ano após ano, ficamos na nossa cidade, fomos nos apropriando cada vez mais dela, nos fantasiamos e, o que parecia só uma brincadeira de época de ano, encheu o nosso coração de orgulho e esperança. Foi, portanto, com esse orgulho, com essa esperança e principalmente com esse coração transbordando de amor que o Glitter tomou Fortaleza.

O bloco alcançou proporções jamais imaginadas para quem começou despretensiosamente. Já no segundo sábado de festa, em 2017, o evento foi realocado pro Mercado dos Pinhões, por conta da quantidade enorme de pessoas que compraram nossa ideia. A questão é que, desde então, esse número veio se multiplicando. Isso, sem dúvidas, é de uma alegria e gratidão imensa.

Pra quem organiza, ver cada rostinho brilhando não só de glitter, mas de felicidade também, é o que alimenta a vontade de nos manifestar através do carnaval como resistência. Assistindo os encontros e as trocas de vocês, a gente foi se fortalecendo – enquanto evento e enquanto ser humano. Mas, vejam bem, se nós não temos como manter cada um de vocês seguros, seja por falta de recursos financeiros ou estruturais, nós não podemos continuar.

Ao realizar o Glitter, a gente se deparou com a realidade cotidiana da nossa cidade ampliada em proporções que não conseguimos dar conta. Houve assédio, furto, roubo, lixo, machismo e homofobia. Admitir isso também é um ato político. Admitimos como forma de colocar em pauta e com a esperança de que isso traga alguma visibilidade, pra que a gente possa discutir com clareza, pensando em estratégias viáveis para que haja uma conscientização de todos – quando a gente fala de todos, é de todos mesmo: se teve algo que aprendemos ao longo da vida é que excluir nunca foi solução.

Essa conversa toda é pra informar, com uma tristeza e um pesar enorme, que o Glitter 2018 está cancelado. Infelizmente, vontade e amor para mudar a realidade não é suficiente. Contudo, ainda que não seja, vocês nos fizeram enxergar que sem isso nada muda também. Por enquanto, a gente não tem estrutura adequada pra

Uma publicação compartilhada por @ahazando (@ahazando) em

Já a Secretaria de Cultura de Fortaleza (Secultfor) declarou que a festa acontecida no último sábado não fazia parte do ciclo carnavalesco oficial da cidade. Segundo informações, o ciclo teria início somente no próximo final de semana e que todos os blocos receberão o apoio e estrutura necessários para garantir a segurança e conforto dos foliões.

E agora? Será que o Bloco Glitter volta ao pré-Carnaval?

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *