Você lembra da Angélica cantando com os Raimundos no Luciano Huck?
11 de agosto de 2017
5 razões para assistir Atypical, nova série do Netflix
13 de agosto de 2017

Café cobra mais caro dos homens… Mas é por um bom motivo!

É comum em entrada de bares e baladas os homens pagarem mais caro pelos ingressos do que as mulheres. Ou antes, era, porque em alguns estados do Brasil isso já é considerado ilegal. Pois bem, o fato é que em locais que, teoricamente, “favoreçam” o homem o fato dele pagar mais caro que as mulheres, eles parecem não se importar com a diferença de preço.

Porém, na Austrália, um café cobra mais caro dos homens e tem dividido opiniões por causa dessa decisão. Não é todo mundo que tem gostado, mas a dona defende sua posição: ela cobra mais caro por um bom motivo!

Handsome Her é um café que fica em Melbourne, uma das maiores cidades australianas. E nele, clientes do sexo masculino pagam cerca de 18% mais caro pelos produtos do que as do sexo feminino. A dona do estabelecimento, Alex O’Brien, conta que essa diferença de preço tem um motivo bem simples: o chamado gender pay gap.

Gender pay gap é como se chama a diferença salarial entre homens e mulheres que trabalham na mesma posição. Infelizmente, em todo mundo o mundo, mesmo desenvolvendo as mesmas atividades, o salário de homens e mulheres é bem desigual. E Alex resolveu fazer os homens sentirem essa diferença no bolso. Por isso seu café cobra mais claro dos homens.

“Regras da Casa: #1 Mulheres tem prioridade ao sentar. #2 Homens serão taxados em 18% como reflexo do gender pay gap (2016) que é doado a duas instituições para mulheres. #3 O respeito é uma via de mão dupla

O valor de 18% a mais foi definido por ser essa a margem de diferença de ganhos entre homens e mulheres que fazem os mesmos trabalhos na Austrália.

Em entrevista ao jornal The Mirror, a empresária falou que não recebeu reclamações sobre a diferença: “Gosto disso porque está fazendo os homens pararem e questionarem um pouquinho seus privilégios“. O mais interessante é que a diferença arrecadada com o pagamento dos clientes masculinos é inteiramente doado para instituições de auxílio e apoio da mulher.

Bacana a iniciativa, mas… Será que isso daria certo aqui no Brasil?

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *