Akon tem projeto de energia sustentável no Brasil
9 de dezembro de 2015
Sebrae lança buscador de licitações
9 de dezembro de 2015


No dia 03 de dezembro foi comemorado o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência. A data comemorativa é promovida pelas Nações Unidas desde 1998, com o objetivo de ampliar a inclusão dessas pessoas na sociedade. Para que a data fosse lembrada, na última segunda-feira (7), a Câmara Municipal de Fortaleza realizou uma sessão solene em comemoração a esse dia.

A propositora da homenagem foi a vereadora Ruthmar Xavier (PR), que na ocasião apresentou dados comprovando que atualmente 15% da população mundial tem deficiência física. Ela afirmou que essa parcela da população passa por dificuldades na vida em sociedade, com pouco acesso a emprego, saúde e educação, por exemplo.

A vereadora enalteceu ainda o fato de que na Câmara Municipal de Fortaleza já foram apresentados vários projetos para deixar a cidade mais inclusiva, e que o foco agora não é compensar o que está errado com as pessoas com deficiência, mas sim consertar o erro que está na inserido na sociedade.

Compuseram a mesa a mesa, além da vereadora Ruthmar, o vereador João Alfredo (PSOL), Hugo Porto, Promotor de Justiça do Ministério Público, Ana Beatriz Praxedes, da Coordenadoria de Pessoas com Deficiência da Secretaria de Cidadania e Direitos Humanos, e Andressa Aguiar, -Coordenadora da Saúde da Pessoa com Deficiência.

Câmara Municipal de Fortaleza  2

Durante a solenidade o promotor de justiça, Hugo Porto, ressaltou em seu discurso que é preciso unir forças para que as pessoas com mobilidade reduzida possam ter mais autonomia. “As pessoas com deficiência precisam ir às ruas com maior autonomia e exercerem seus direitos assim como qualquer pessoa. Meu sonho é que um dia as pessoas que tenham mobilidade reduzida não sejam diferenciadas das outras. Eles precisam ter voz na comunidade, e ser ator de sua história”, disse ele.

Eventos como esse, realizado pela Câmara Municipal de Fortaleza, são importantes para ressaltar que todos devem ter em mente, que as pessoas com deficiência não são menos capacitadas e, assim como todas as outras, possuem direitos e deveres assegurados.

Fotos: Reprodução. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *