Sebrae oferece 150 cursos online gratuitos
23 de junho de 2016
Tom Hiddleston ou Calvin Harris?
23 de junho de 2016

O Ceará está cada vez mais atraente aos olhos de investidores e grandes empresas mundiais. A prova disso é que atendendo ao convite do secretário da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Ceará, Inácio Arruda, recentemente esteve em Fortaleza o Conselheiro para Assuntos de Ciência e Tecnologia da Embaixada da China no Brasil, Mo Hongjun, e o terceiro secretário da embaixada, Wang Lei. O objetivo da visita foi a prospecção de uma maior cooperação entre Brasil e China em termos de atração de empresas chinesas para o estado.

Durante a visita Inácio Arruda fez questão de mostrar todo o potencial do estado, tanto na área de pesquisa, como no setor industrial. “A nossa ideia é apresentar aos chineses a nossa capacidade instalada para atrair empresas de tecnologia”, disse Inácio, acrescentando a necessidade do governo do Ceará de investir fortemente no setor de TI.

No período da visita a delegação chinesa conheceu os laboratórios da Embrapa Agroindústria Tropical, do Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará (Nutec), o Laboratório de Soldagem da Universidade Federal do Ceará, a Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE), localizada no Pecém, e as obras de instalação da nova unidade da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) no estado.
A comitiva percorreu também as instalações da CSP, uma área de 998 hectares. As operações foram iniciadas no primeiro semestre de 2016, já tendo produzido a primeira placa de aço. A produção por ano será de cerca de três milhões de toneladas de placas de aço.
Ceará 2
Segundo o secretário Mo Hongjun, as chances de um possível acordo de cooperação seria com a Academia de Ciências Agrícolas da China, que tem interesse de trabalhar, de forma sustentável, na pesquisa de produção orgânica de alimentos funcionais e de plantas medicinais.
Os chineses tiveram uma impressão muito positiva do que vem sendo realizado no Ceará no setor de pesquisa e na área industrial, e se dispuseram a estudar as muitas possibilidades de intercâmbio de cooperação entre os dois países. Agora é ficar na torcida!
Fotos: Reprodução. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *