Lei Lola: cearense inspira lei contra misoginia na internet
9 de abril de 2018
Receita do dia – Fritada de batata com salame
9 de abril de 2018

Numa iniciativa única de impulsionar a circulação dos artistas cearenses em outros palcos e também trazer artistas de fora para cá, programadores do Chile vão fazer parte do Conexões Maloca, o mercado de negócios do festival Maloca Dragão. Estarão presentes  Noela Salas Sharim e Tomás Muhr, diretores da plataforma de projetos musicais independentes La Makinita. Muhr é também diretor do Imesur – Encuentro de Industria Musical Latinoamericana.

As articulações do IDM com o Chile trazem ainda à Maloca o diretor executivo do Centro Cultural de Matucana 100, Juan Cristóbal Gumucio Aninat; e, em parceria com a Prefeitura de Valparaíso, Samuel León (gabinete da Prefeitura), Tatiana Vasquez (Secretaria do Desenvolvimento Econômico de Valparaíso) e Isabella Monsó (Secretaria da Cultura de Valparaíso). Essa comitiva, por sua vez, foi convidada a realizar uma visita técnica para conhecer as instalações do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura e planejar ações de intercâmbio cultural ainda no segundo semestre deste ano (VALPO/FOR) e para 2019 (FOR/VALPO).

Sobre o festival
Celebrando o aniversário do Centro Dragão de Arte e Cultura e a força crescente da produção artística cearense, a Maloca Dragão chega à quinta edição em 2018. Realizado de 24 a 29 de abril, o festival já tem as seguintes atrações brasileiras convidadas confirmadas: Letrux, Rincon Sapiência, Richie Ramone, Francisco, El Hombre, na música; e também o Teatro Máquina, com o espetáculo “Nossos Mortos”, e a Companhia Formosura, com a peça “Frei Tito: Vida, Paixão e Morte”.

Neste ano, o tema da Maloca será “As barricadas abriram caminho: os 50 anos de maio de 68”, a partir do qual será feita uma profunda reflexão das revoltas de maio de 1968, no Brasil. Shows, espetáculos, debates e uma mostra de cinema darão conta de analisar o impacto desse momento histórico e o que ele significa para os dias de hoje. A Maloca 2018 homenageia ainda o artista cearense Sérvulo Esmeraldo, com exposição no Museu de Arte Contemporânea do Ceará, e um percurso especial pelas obras em exposição na cidade.

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *