Blogueira plus size recria looks das celebridades e arrasa!
12 de julho de 2018
Mom Jeans – 5 dicas de como usar a calça dos anos 90
12 de julho de 2018

Conheça as diferenças entre as uvas dos vinhos!

Sempre quis entender mais sobre cada uva usada nos vinhos? O Pátio Hype selecionou seis dentre a diversidade de uvas usadas para a produção e fabricação dessa bebida incrivelmente deliciosa. E para completar, segue algumas informações para você ficar por dentro dos países em que pode-se encontrar cada uma. Portanto, para saber mais, desce mais um pouco e confere tudo!

1.Sauvignon Blanc

A Sauvignon Blanc produz vinhos frescos, com boa acidez e aroma agradável. Originária do vale do Loire, o aroma lembra a fruta maracujá, frutas cítricas, pimentão verde e grama. Delícia, não é mesmo? O interessante é que os melhores vêm de Sancerre, no Loire, mas também podem ser encontrados na França ( Bordeaux), Nova Zelândia e Chile (Leyda e Casablanca). No Brasil, as compras costumam acontecer nas regiões costeiras do Chile, onde a temperatura é baixa, favorecendo a uva.

2.Cabernet Sauvignon

Essa é a uva tinta mais popular dentre as que existem, pois ela adaptou-se a quase todos os países que a plantaram. Ao ser usada nas bebidas, ela oferece uma cor escura e muitos taninos, com aromas de cereja, pimentão verde, hortelã e amora. Quando envelhecida em carvalho, tem referência a baunilha e chocolate. Se você quiser investir em vinhos baratos e deliciosos, aposte nos chilenos ou em um argentino. Ahh! A uva pode ser encontrada nos vinhos de Médoc e Graves, em Bordeaux.

3.Chardonnay

A Chardonnay é a uva branca mais plantada no mundo, usada em espumantes e em vinhos mais leves. Quando se trata do seu aroma, ele é versátil e possui uma variedade na Borgonha, resultando em vinhos delicados e minerais, com notas de frutas verdes. Por ser guardado em barril no Novo Mundo, tende a ser abaunilhados e amanteigados.

4.Merlot

É outra uva de Bordeaux, porém se encontra principalmente nos vinhos mais prestigiados, por exemplo o Pomerol. É uma uva tinta que se adaptou bem no sul do Brasil, apesar de os melhores barganhas serem os chilenos. Uma comparação que pode-se fazer é entre o cabernet, mais potente e o melot, mais suave, menos cor e menos taninos em vinhos suculentos, redondos e fáceis de ingerir. As características do seu cheiro são as ameixas e amoras, ao ser envelhecida, ganha cremosidade e notas de baunilha. São encontradas na França (Bordeaux), Chile (Colchagua), Austrália, Itália (Toscana), Estados Unidos (Califórnia), Brasil.

5.Pinot Noir

Algumas pessoas acreditam que apenas na Borgonha, região de origem do pinot noir, é capaz de produzir e trabalhar a temperatura dessa uva. Porém, não é bem assim, os tintos da Borgonha são caros e imbatíveis, mas a uva pinot noir também consegue ser produzida em outros lugares com clima frio. O seu vinho é avermelhado, com aroma de frutas vermelhas e ao passar por carvalho, tem notas de baunilha e coco. Para encontrá-la basta ir até a França (Borgonha e Champagne), Nova Zelândia, Estados Unidos (Oregon), Chile (Leyda e Casablanca), Brasil.

6.Malbec

Natural do sudoeste francês, local em que era transformada em vinhos rústicos, depois se encontrou na Argentina. O forte sol do deserto de Mendoza auxilia a malbec em vinhos com frutas, como a amora e a cereja, assim como os florais, por exemplo, a violeta, deixando-os encorpados e suculentos. O Chile também passou a investir na malbec com notas mentoladas e especiarias. Os países com essa fruta são Argentina (Mendoza, Salta, Patagônia), França (Cahors, Bordeaux), Chile (Colchagua).

Você gosta de vinho? Compartilhe com a equipe do Hype qual o seu preferido, é só comentar logo abaixo.

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *