Primeira edição do Korean Day acontece em Fortaleza neste fim de semana
7 de junho de 2018
OFF Outlet terá programação especial de São João durante o mês de Junho
7 de junho de 2018

Conheça as principais causas das dores durante a relação sexual e a importância de falar sobre elas

Quando fala-se de sexo, a imagem que vêm a cabeça, da maioria das pessoas, é a do prazer, de excitação, bem-estar e orgasmos. Porém, não é bem assim para cada uma mulher entre cinco, assim como 4% da população masculina sofre com dores durante a relação sexual, principalmente na hora de gozar.

Bom, se você está entre essas pessoas que enfrentam esse problema, saiba que você não está sozinho. E melhor, existe tratamento para o seu caso. Na maioria das vezes, uma simples terapia ou medicamentos específicos já resolvem. Casos mais delicados, podem ser recomendados cirurgias.

Para entender um pouco mais sobre a dispareunia, ou seja, sensação de desconforto ou dor durante o ato sexual, o Pátio Hype explica logo abaixo. Desce mais um pouco!

1.As principais causas

De acordo com o ginecologista Rodrigo Rosa Filho, especialista em reprodução humana, entre as mulheres as principais razões são por causa de doenças orgânicas, como infecções vaginais, endometriose e miomas. A diferença entre elas é que a infecção causa dores mais superficiais no começo do sexo e na penetração, enquanto a endometriose e os miomas ocasionam dores mais profundas.

A baixa lubrificação vaginal, a doença inflamatória pélvica, cistites, cistos, tumores genitais e o vaginismo, quando os músculos próximos a vagina se contraem, também são geradores dessas dores na relação sexual. Do mesmo modo que a clamídia, a sífilis e a gonorreia também fazem parte dessa lista.

2.E na situação dos homens?

As doenças que mais causam desconforto no sexo nos homens são as uretrites, a herpes genital e a cancro mole, segundo o médico Matheus Brandão, urologista da Clínica Unix. Quando a dor aparece no momento da ejaculação, pode ser que exista inflamações no testículo, vesícula seminal, próstata ou uretra, dor crônica, obstrução ejaculatória e por questões psicológicas.

A síndrome de dor pós orgásmica tem como sintomas um simples cansaço e febre baixa, como diarréia após a ejaculação. Apesar de ter sua descoberta em 2002, médicos vêm estudando cada vez mais esse problema e pode ter relação com a reação imunológica.

É verdade que os homens precisam gozar frequentemente? O Fernando Nestor Facio Jr., diretor da Sociedade Brasileira de Urologia de São Paulo, esclarece que por causa da grande quantidade de varizes na região perineal e escrotal, essa vasculatura tenha uma melhora. Da mesma forma que o esperma pode sair mais grosso e passe a sensação de dor ao ficar muito tempo sem gozar. Porém, essas mudanças também podem acontecer por causa da alimentação.

Bom, agora vai um super conselho do Pátio Hype para você: ao conversar com o seu ginecologista ou urologista, seja sincero e se abra com ele sobre a sua sexualidade. Só assim ele poderá esclarecer e receitar o tratamento indicado para o seu caso, combinado?

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *