Manu Gavassi e C&A apresentam collab quentíssima
21 de maio de 2020
Projeto Pôr do Sol Fortaleza homenageia profissionais da saúde
22 de maio de 2020

Departamento de saúde da Assembleia Legislativa dá dicas de organização da rotina durante isolamento

O isolamento social necessário para evitar a disseminação dos casos do novo coronavírus alterou a rotina das famílias e exige uma reinvenção continuada da rotina. Neste cenário, organizar o dia a dia e administrar o tempo são caminhos importantes para manter a saúde, indica a terapeuta ocupacional do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS) da Assembleia Legislativa do Ceará, Andréa Lima.

A profissional, que também é fisioterapeuta e especialista em Gerontologia e Reabilitação Neurocognitiva, recomenda algumas atitudes que podem auxiliar neste caminho de mudanças em prol da saúde de todos.

Entre elas, está a concentração em atividades específicas, evitando a realização de múltiplas tarefas, assim como o gerenciamento do tempo, dividindo o dia, por exemplo, em turnos para a realização de cada atividade.

Andréa Lima cita ainda a importância de organizar e higienizar os ambientes da casa, de preferência, por etapas, assim como ter uma mesa de trabalho com os materiais necessários dispostos de forma acessível. No ambiente familiar, a construção de regras de convivência e o revezamento das funções domésticas devem envolver todos da casa.

Com as demandas familiares e laborais continuadas e em novos ambientes, a terapeuta ocupacional destaca que flexibilizar os limites, estabelecer metas e buscar a criatividade e o foco podem promover um bom desempenho pessoal e coletivo.

“Devemos ser mais tolerantes conosco e com os outros e realizar exercícios físicos dentro dos limites”, pontua, indicando ainda a importância de pequenas ações como a exposição ao sol nos horários mais adequados, a hidratação, o sono em horários regulares, assim como atividades de lazer e a meditação. “O movimento gera incentivo, estímulo e cria um ambiente dinâmico e mais acolhedor”, comenta.

Para ela, a terapia ocupacional ganha ainda mais relevância no contexto atual de pandemia da Covid-19, uma vez que exige novos comportamentos, a reinvenção da relação com os espaços e as pessoas. “A TO, nesse processo, é fundamental devido ao uso terapêutico de atividades diárias (ocupações) em indivíduos ou grupos com o propósito de possibilitar ou melhorar à participação em hábitos e rotinas”, afirma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *