Sala Pequena – Aposte nas cores certas!
11 de outubro de 2017
Agenda cultural do fim de semana
13 de outubro de 2017

Desfralde Infantil – 6 dicas para facilitar a transição do seu filho

Papais, mamães, titias, vovós e vovôs essa informação é para vocês. Quem já acompanhou ou está exatamente na fase de desfralde dos pequenos, sabe o quanto é complicado e exige bastante paciência e persistência.

Por esse motivo, a equipe Hype separou seis dicas, recomendadas por especialistas, de como você deve auxiliar a criança nesse momento de mudança. Pois apesar que para algumas crianças é mais fácil, também existem os casos mais complicados, assim como podem ter os que acontecem mais cedo ou mais tarde.

Então confere esse passo a passo de como realizar um desfralde infantil da maneira certa. É só descer!

1.Tempo certo

Antes de tudo é preciso saber qual o período certo para acontecer o desfralde e os especialistas afirmam que, o recomendado é que você tire apenas após os dois anos. Caso contrário você pode criar traumas na criança. Por esse motivo, é necessário ter conhecimento e respeitar a natureza do seu filho.

2.Chegou a hora

Você irá perceber que o seu filho começará a ter consciência que faz xixi e cocô na fralda e isso acabará incomodando-o. Não se sentirá mais a vontade e reclamará com você várias vezes. Então a dica é: seja claro, explique para que funciona a fralda e que ela pode ser substituída pelo troninho. Compre calcinhas e cuecas que estimulem-os a usá-las. Com o tempo ele irá se acostumar e isso acontece normalmente a partir dos dois anos e meio.

3.Desfralde diurno

Comece pelo desfralde diurno, dê prioridade aos momentos menos conturbados do pequeno, aproveite a época mais quente do ano, pois o material da fralda esquenta e com o xixi e cocô, fica ainda mais incômodo. Vista-o com uma cueca ou calcinha e explique que ele deve usar o pinico ou o redutor de assento para os vasos sanitários. Quando ele avisar a você que precisa ir ao banheiro, parabenize-o e se ele esquecer, conforte-o. Converse com ele e diga que isso acontece, mas que na próxima vez, ele pode lembrar e acertar. Sempre que um adulto, tios, primos ou avós, forem ao banheiro mostre-o, as crianças tendem a copiar os adultos.

4.Desfralde noturno

Os pequenos não possuem um período certo para se acostumarem a não usar fraldas, alguns levam semanas, outros meses. Por isso o desfralde noturno é indicado para acontecer apenas quando você perceber que o seu filho já se acostumou a usar o banheiro ao longo do dia. É normal que algumas crianças usem fraldas a noite até os quatro ou cinco anos, mas alguns truques podem facilitar esse hábito, como: diminua a ingestão de líquidos a noite, leve-o ao banheiro antes dele ir para a cama e por fim, nas primeiras noites leve-o ao banheiro a cada duas horas, sempre ensinando-o que se ele sentir vontade de fazer xixi, pode levantar e ir sozinho.

5.Não desista

O desfralde noturno é mais complicado, o que torna a aprendizagem do pequeno mais trabalhosa. Porém se você já teve a iniciativa de tirar a fralda para ele dormir a noite, não volte atrás. Se ele continuar fazendo xixi na cama, insista. Pois se você não for firme na decisão, deixará a criança confusa e será ainda mais difícil. Coloque o alarme para despertar sempre as três da madrugada e leve-o ao banheiro, até ele se acostumar.

6.Quando procurar ajuda

Além de realizar todo o procedimento em casa, avise na escola e a todos os familiares, assim todos estarão envolvidos e ajudará no processo de desfralde da criança. O processo de desfralde noturna, como já foi dito acima, é mais desafiador, por esse motivo a criança pode levar de seis meses a dois anos para aprender a controlar o xixi. Só é necessário ficar atento, se o pequeno continuar a fazer xixi na cama após os cinco anos e várias vezes por noite. Pois pode ser um caso de enurese noturna, sendo então necessário o diagnóstico de médicos para que aconteça o tratamento.

E você, mamãe ou papai, já passou por essa fase? Compartilhe com o Pátio Hype como foi a experiência, deixe nos comentários, quais foram as suas principais dificuldades?

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *