DFB 2019 – Resumo do que rolou no terceiro dia
21 de maio de 2019
Rede Cuca lança documentário com temática esportiva
22 de maio de 2019

DFB 2019 – Vem conferir o que rolou no último dia

A gente do Hype não perderia por nada o último dia do DFB 2019! E no sábado, 18 de maio, foi o dia de conhecer a equipe vencedora do Concurso dos Novos. Ah, e lembrando, se você perdeu o evento, ou não conseguiu acompanhar a maratona de desfiles, nós também fizemos um mega resumo pro primeiro, segundo e terceiro dia do DFB 2019! Vem conferir tudo o que rolou no quarto e último dia de evento!

Concurso dos Novos

Unifor

Terral, clássica canção do artista cearense Ednardo, vem dar o tom da coleção apresentada pela equipe da Unifor. Junto com a música, o universo dos pescadores foi a maior referência para as criações apresentadas, emprestando cores, texturas, formatos e inclusive os materiais. O Ceará também vem representado na coleção em técnicas como o bordado. E uma das discussões que a equipe da Unifor vem trazer para o seu desfile é a sustentabilidade, que já não dá mais para andar desconectada da moda.

UTFPR

A Ilha de Marajó foi o cenário que inspirou a equipe da UTFPR. Elementos que compõem a cultura brasileira, como a cerâmica marajoara, estiveram presentes por toda a coleção. A coleção vem cheia de movimento, com muito babado e drapeado. O handmade foi um dos pontos mais trabalhados, presentes em todo o styling do desfile. A matéria-prima, tanto os tecidos escolhidos, quanto os aviamentos e acessórios, é toda de origem natural, para fortalecer essa conexão com o terra. A beleza também vem cheia de elementos muito bem pensados, com uma pele iluminada, e um makeup todo trabalhado com argila. A UTFPR foi a grande vencedora do Concurso dos Novos no DFB 2019!

UFPI

Geometrias assimétricas, transparências e artesanato levaram ao desfile da UFPI o bucolismo de encontro e fusão entre a mulher urbana e a mulher com raízes no mar e na praia. Fluidezes, a tela foi um dos elementos chave que entraram nas peças indumentárias na passarela. Pantalonas e saias feitas do material, com aplicações acrílicas, lembravam uma rede de pesca em tempos bons, bem como os acessórios nas cabeças das modelos, que valorizam o artesanato à beira-mar e remetem aos elementos da cultura. Tudo abraçado pela cartela de cores em tons areia, terrosos, azul serenity e coral.

Veiga de Almeida

A mulher carioca das diversas regiões da cidade do Rio de Janeiro. Assim nasce a coleção apresentada pela Universidade Veiga de Almeida, apresentada na passarela do DFB 2019. Com um mix quase 100% em jeans e suas variações, todas os looks tinham em seu espírito o upcycling e reutilização de outros materiais, todos aplicados manualmente. O movimento, um pouco pesado, oferece toda a tonalidade dos tempos modernos em uma mistura que pode muito bem ser narrada entre urbano e praia, também com a utilização de resíduos de materiais de confecção – como a seda, tingida de índigo. Tudo para tirar seu fôlego e fazer repensar em novas inspirações.

Baba

A Baba acabou de estrear no DFB 2019 mas já mostrou que chega com força ao mercado de moda. A marca apresentou sua primeira coleção nas passarelas do último dia do evento e trouxe um que de Bauhaus para as criações apresentadas. ‘No meu tempo’ vem com uma nostalgia política e cheia de atitude, um dos pontos fortes que promete fazer parte do DNA da marca. Gabriel Baquit e Marina Bitu são os nomes por trás desse projeto novinho que aposta numa pegada fun e fresh, com conceito muito bem fechado.

D’Aura

A transformação entre vida e morte, muito bem desenhadas e com referências simétricas reorganizadas e ressignificadas deram luz a Alotropias, a coleção apresentada pela brand D’Aura, no DFB 2019. Perfeito para deixar o guarda-roupa super versátil, a alfaiataria urbana muito jovem mostra que é possível ser e estar em muitas coisas ao mesmo tempo, com toda a fluidez necessária, sem perder a elegância e o mood rebelde, beirando as transições de adolescência e fase adulta.

Ronaldo Silvestre

Ainda com a ideia de reaproveitamento do jeans, Ronaldo Silvestre cria na passarela uma dicotomia entre a fluidez de alguns tecidos que dão movimento às peças, e a rigidez engessada de outros, como o denim e a sarja. Com uma paleta de cores cheia de tons neutros como o preto, o branco e o azul marinho, os tons terrosos, o vermelho e o bordô criam pontos de luz na passarela toda. O militarismo vem presente no shape de alfaiataria principalmente masculina, mas que dialoga demais com um trabalho de luxo nacional. A beleza é apresentada de forma desconstruída e com muita referência na música ‘Assum Preto’, do show ‘A Todo Vapor’ de Gal Costa, que constrói toda a trilha sonora desfilada no DFB 2019.

Flee

Os lenços são a grande jogada da vez, que se misturam com as construções das peças cheia de rigor, muito mais estruturadas. Além dos biquínis, que já é a grande identidade da marca, o desfile levou muitas outras peças que podem sair tranquilamente da praia para o ambiente urbano, cheio de estampas e cores refinadas que vibram há quilômetros de distância. Azul, verde, vermelho e roxo puros mostram toda a alegria, bem como o branco – que ganhou a totalidade em um look – deixa a sobriedade para aquelas que assim a preferem. Os materiais variaram entre sedas e crepes fluidos, além das roupas de banho. Um espetáculo.

Silvânia de Deus

Toda a coleção é apresentada no decorrer de um dia, o que reflete principalmente nas cores que vemos na passarela, que começa com os tons mais serenos da manhã, explodindo em cores e estampas lá pela metade, mergulhando na profundeza da noite com seus tons escuros, até chegar novamente na manhã. E isso para Silvânia representa um ciclo, um círculo, que vem referenciado na coleção com: bordados, na construção de estampas e nos acessórios. A beleza vem bem natural, com um cabelo desconstruído, bagunçado, cheio de texturas, representando a mulher de Fortaleza com os ventos e a brisa da Praia de Iracema. E para encerrar, a celebração de Silvânia fecha o DFB 2019, que celebrou seus vinte anos de história!

O que achou do DFB 2019? A gente do Hype amou tudo, e já está com saudades!! Hehe.

Fotos: Nicolas Gondim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *