Receita do dia – Canelone de queijo fácil!
17 de julho de 2017
10 brincadeiras para crianças com até 10 anos que não exigem brinquedos
17 de julho de 2017

 

Todos nós sabemos que uma boa noite de sono é primordial para que possamos recuperar as energias, para descansar bem, para fixar as coisas que aprendemos durante o dia, para nos recuperarmos de problemas de saúde e muito mais.

Nós já falamos bastante por aqui dos vários malefícios que uma noite mal dormida ou o que poucas horas de sono podem nos fazer e também já demos dicas de como mandar a chata da insônia para bem longe.

Porém uma coisa pouco comentada, mas que pode fazer uma diferença gigantesca na qualidade do seu sono é o travesseiro que você usa. Escolher o travesseiro errado pode trazer problemas nas costas, pescoço e ombros e ainda colaborar para que insônia continue.

 

O travesseiro ideal deve adaptar-se ao corpo e proporcionar uma boa noite de sono, permitindo que a pessoa se levante bem disposta e sem dores.

As várias opções diferentes de travesseiros que existem podem até atrapalhar e até confundir o consumidor na hora da compra. Para fazer a escolha certa, é preciso que se avalie a forma como você dorme, a altura e o material do travesseiro, por exemplo.

Se você fica em dúvida sobre qual travesseiro é o ideal para você, confira as dicas que o Hype preparou para te ajudar a escolher o travesseiro ideal para você! Vem ver…

Travesseiro ideal para quem dorme de lado

Quem dorme de lado deve usar um travesseiro para apoio da cabeça. Ele deve ser grande, grosso e que preencha a lacuna entre o seu pescoço e o colchão, mantendo o pescoço e cabeça alinhada com a coluna formando assim, um ângulo de 90 graus entre o pescoço e o ombro. Nesta posição os joelhos deverão estar preferencialmente semiflexionados, com um travesseiro entre eles. Travesseiros para quem dorme de lado deve ter uma construção de firme para médio.

 

Travesseiro ideal para quem dorme de costas

Aqui o travesseiro deve ser baixo ou médio para apoiar a cabeça, preencher o espaço entre a cervical e a nuca e evitar a hiperflexão do pescoço. Também é importante que nesta posição os joelhos estejam semiflexionados e com um travesseiro ou um rolinho embaixo deles, para proporcionar descanso e apoio para a lombar. Neste caso, firmeza média é o ideal.

 

Travesseiro ideal para quem dorme de bruços

Esta posição não é aconselhada por médicos e especialistas, pois ela pode prejudicar a coluna e forçar a musculatura do pescoço. Mas, se mesmo assim você não consegue dormir em outra posição, é recomendável utilizar um travesseiro relativamente macio e plano, pois você precisa levantar a cabeça do chão apenas o suficiente para alinhar o pescoço e coluna vertebral. Para quem dorme nesta posição também é aconselhável que se use outro travesseiro embaixo do abdômen, na altura da curvatura da cintura.

Material do Travesseiro 

 

Em relação ao material do seu travesseiro, você também deve escolher bem, e com a mesma preocupação e cuidado que você tem ao escolher o seu colchão. Em geral, o travesseiro deve ter densidade suficiente para que a cabeça não afunde. Quanto a altura, escolha o mais indicado para a posição que você dorme. Confira alguns dos materiais que os travesseiros podem ser feitos. Confira baixo os principais materiais e as particularidades de cada um deles!

Espuma

Divide opiniões de ortopedistas: muito duro para uns, com a densidade ideal para outros. Há modelos de todos os tipos – alguns até se adaptam ao formato da cabeça. Ele pode ficar mais fino ao longo do tempo, causar alergias e não deve ser lavado.

Pluma de ganso

A pluma de ganso deixa o travesseiro macio e não permite que ele fique deformado. No entanto, pode desencadear crises alérgicas em algumas pessoas. Atualmente, esse tipo de travesseiro já é feito com plumas esterilizadas, mas isso não é garantia de que os agentes causadores de alergias não possam desencadear crises ou intensificar os sintomas. E lembre-se: uma capa antiumidade é bem-vinda para repelir ácaros.

Penas

É muito macio e leve, porém, as penas podem se acumular facilmente em um dos lados, causando um afundamento que pode gerar desconforto muscular e futuramente causar problemas na coluna. Para evitar isso, é preciso afofar o travesseiro de penas todos os dias.

 

Látex

Eles levam mais tempo para afundar com o peso da cabeça, mas em compensação, ajudam a manter o corpo na posição correta na hora de dormir. Porém, o material tende a esquentar e por isso se recomenda o uso de uma capa de algodão. O travesseiro de látex é ideal para os alérgicos e pode ser lavado à mão.

Algodão

É o tipo de travesseiro mais indicado para ser usado no verão ou por quem mora em regiões de clima mais quente, pois o material não esquenta. O travesseiro de algodão também é ótimo para quem sofre de alergias porque não solta fiapos.

Ortopédico

Feito para quem tem problemas de postura, costuma ser duro demais para o público em geral. E, se não oferece conforto, fica difícil pegar no sono.

Viscoelástico –

Feito com material utilizado pelos astronautas, o travesseiro de viscoelástico é um dos mais indicados pelos ortopedistas porque é confortável e não deforma nunca.

Em relação às fronhas, prefira as que são feitas com tecidos mais suaves, que não esquentem e que não provoque irritação e que não tenham cores escuras. Se puder escolher, prefira a clássica fronha branca.

 

Assim como qualquer outra coisa, travesseiros se desgastam com o tempo e perdem a sua eficácia. A vida útil média de um travesseiro gira em torno de dois anos, dependendo da qualidade. Para saber se o seu travesseiro ainda está bom, basta fazer um testa rápido: dobre o seu travesseiro no meio, coloque um peso leve na parte superior da almofada e solte. O travesseiro deve voltar para a sua forma normal, jogando o peso para fora dele. Se isso não acontecer significa que o travesseiro perdeu sua forma, firmeza e apoio, e já está na hora de um travesseiro novo.

Agora, depois dessas dicas, quando a hora de comprar um travesseiro novo chegar você já vai saber como escolher direitinho o melhor travesseiro para você, não é mesmo?

 

 

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *