Oficina de contar histórias na CAIXA Cultural
11 de agosto de 2016
7 Dicas para fazer qualquer homem delirar na cama
11 de agosto de 2016

Hoje o Brasil comemora uma das profissões mais tradicionais e antigas do mundo, a do garçom. Uma figura com que todos interagem diariamente, tanto nos restaurantes e padarias, como nos bares. Mas para quem prefere degustar cervejas especiais no conforto de casa, fica a dúvida de como servir corretamente cada tipo de cerveja, e de quais cuidados tomar.

Segundo Marina Cervi, beer sommelier da Mr. Beer, rede de franquias de cervejas especiais, o serviço correto contribui diretamente na degustação da bebida. “Cada cerveja tem sua especificidade, mas em geral, o serviço deve começar com o copo inclinado, o que diminui a turbulência e a velocidade do líquido, evitando a formação indevida de espuma e diminuindo a volatilização dos aromas. Quando estiver 70% cheio é a hora de elevar lentamente e servir o líquido no centro até que o copo esteja reto, formando uma espuma de aproximadamente 1 a 2 cm”, sugere.

Para ajudar você a servir corretamente cervejas especiais, o No Pátio separou outras dicas da beer sommelier. Confira: 

→ Weizenbier

Segundo Mariana, as Weizenbiers requerem um serviço especial, exigindo uma maior inclinação do copo e menor velocidade na colocação do líquido, devido à alta formação de espuma característica desse estilo. A cerveja de 500 ml deve ser inteiramente colocada no copo Weizen, não se esquecendo de agitar a garrafa em movimentos circulares quando estiver restando duas dedos da cerveja, para misturar com o fermento residual, e servir no copo em pé.

cervejas especiais 2

beer sommelier ressalta que é fundamental evitar o contato do recipiente (garrafa, lata, torneira de chopp, keg, etc.) com o líquido e com o copo. Isso porque esse contato pode transmitir partículas de poeira, sabão, entre outras, o que pode influenciar na formação de espuma. “Além de utilizar copos limpos e sem gorduras, é importante estar atento à temperatura de serviço. Cerveja muito gelada amortece as papilas gustativas, prejudicando a percepção do sabor”, completa Marina.

A dica é seguir a seguinte escala como referência:

· Muito gelada (de 0 a 4°C): Pale Lagers, cervejas sem álcool e qualquer cerveja que tenha o objetivo de refrescar mais do que de ser degustada.

· Bem gelada (de 5 a 7°C): Weizenbiers (cervejas claras de trigo), Lambics de fruta e Gueuzes.

· Gelada (de 8 a 12°C): para Lagers Escuras, Pale Ale, Amber Ale, Dunkel Weizen (cervejas escuras de trigo), Porter, Helles, Vienna Lager, Belgian Tripel e Bock tradicional.

· Temperatura de adega (de 13 a 15°C): para as Belgian Dark Strong Ale, Belgian Gold Strong Ale, Stout, Eisbock, Doppelbock e a maioria das cervejas especiais Belgas, incluindo as Trapistas.

Para a beer sommelier a utilização do copo correto para o determinado tipo de cerveja permite ao consumidor a experiência total do sabor e aroma da cerveja. Confira abaixo os principais copos utilizados:

– Caneca Mass

cervejas especiais 3

Ideal para cervejas armazenadas em barrils, conhecido comumente no Brasil como chopp. A caneca é muito usada em eventos e é ideal para quem adora brindar. É o típico canecão alemão, ideal para grandes e festeiros bebedores que adoram brindar a cada minuto. A alça evita o contato da mão com o vidro, mantendo a temperatura gelada por mais tempo.

– Pint

cervejas especiais 5

Muito comum nos pubs ingleses e irlandeses, o Pint é tradicionalmente utilizado pelas Stouts, Bitters e a maioria das Ales inglesas. Foi idealizado por ter um desenho simples, barato e que comporta grandes quantidades de cerveja. O nome, na verdade, é uma medida: 1 pint = 473 ml (Estados Unidos), 568 ml (Reino Unido). Os dois tipos de copo Pint mais conhecidos são:

Nonick, ou English Pint – que tem um anel saliente no topo, e o

Irish Pint – imortalizado pela Guinness, o corpo mais fino na parte inferior propicia melhor encaixe nas mãos, e o arredondamento mais largo acima ajuda na captura dos aromas.

– Taça Belga ou Tulipa

cervejas especiais 4

Ideal para cervejas que possuem bastante espuma, como a Blanche de Namur e outras Strong Ales Belgas. O desenho é baixo e elegante, permitindo também observar a evolução da espuma. Seu corpo arredondado captura os aromas e a borda voltada para fora se encaixa perfeitamente nos lábios e ajuda na sustentação da espuma. Não confunda com o que chamamos aqui no Brasil de Tulipa, que na verdade é um copo Pilsner. A Tulipa parece uma taça de conhaque, porém com a boca do copo virada para fora.

– Copo IPA

cervejas especiais 6

Desenvolvido especialmente para esse estilo, através de seu Design ergonômico, com a finalidade de potencializar os complexos perfis aromáticos das American IPAs, mantendo um colarinho generoso e ressaltando o sabor. O copo ideal para fazer uma degustação amarga e especial.

– Copo Weizen

cervejas especiais 7

Ideal para cervejas do tipo Weizenbier (cervejas de trigo), tem capacidade para receber todo o volume da garrafa de 500 ml, incluindo o fundo com leveduras e a espuma abundante, conforme tradição do estilo. A forma longa do copo possibilita a visualização do líquido, e a boca larga se justifica pela grande intensidade aromática do estilo.

Depois dessas dicas é só aproveitar para reunir os amigos e saborear suas cervejas especiais. E não esqueça: se beber não dirija!

Fotos: Reprodução. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *