“Vou ser pior do que Carminha”, revela Cláudia Raia
24 de outubro de 2012
Curtinhas do Twitter – Especial Cantoras Musas do Brasil
24 de outubro de 2012

A Escola de Artes e Ofícios Thomaz Pompeu Sobrinho é a grande vencedora do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan, considerado o mais importante reconhecimento a ações de proteção, preservação e divulgação do patrimônio cultural brasileiro. A solenidade de premiação será realizada nesta quarta-feira (24), na Sala Villa-Lobos do Teatro Nacional Claudio Santoro, em Brasília, com um super show do músico Paulinho da Viola.

A Escola de Artes e Ofícios foi inscrita com o “Projeto Patrimônio Para Todos – Uma Aventura Através das Memórias”, foi a grande vencedora na categoria Educação Patrimonial, que concorreu com 16 propostas. Foram 224 projetos que concorreram ao Prêmio. Os candidatos apresentaram à Superintendência Estadual do Iphan um dossiê ilustrado que caracterizasse a sua atividade. A Comissão Nacional de Avaliação, formada por 16 profissionais de renome na área de cultura, elegeu, além do cearense “Patrimônio Para Todos – Uma Aventura Através das Memórias”. A EAOTPS receberá certificado, troféu e R$ 20 mil em dinheiro.

Saiba mais sobre o ‘Patrimônio Para Todos – Uma Aventura Através das Memórias’

Desde 2009, mais de 1,6 mil jovens já participaram das oficinas realizadas pelo Projeto que visa promover a valorização de jovens pertencentes a comunidades com baixo índice de desenvolvimento humano, através de bens culturais. Selecionados por meio de edital de seleção, os participantes são capacitados para integrar projetos de formação cultural. Além de receber bolsas de estudo para participar de experiências em bibliotecas, museus e outros centros culturais e, também, para coordenar pesquisas, ministrar oficinas e alimentar o blog do PTT, os jovens de 18 a 29 anos têm a possibilidade de gerar renda com o aprendizado adquirido. O conhecimento gerado nas atividades possibilita a identificação, o registro e divulgação da diversidade do patrimônio cultural do estado.

Saiba mais sobre o ‘Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade’

Criado em 1987 pelo Iphan, vinculado ao Ministério da Cultura – MinC, o Prêmio homenageia o advogado, jornalista e escritor Rodrigo Melo Franco de Andrade, que comandou o Instituto, desde a sua fundação, em 1937, até o ano de 1967. O mineiro que dá nome ao Prêmio foi também redator-chefe, diretor da Revista do Brasil e chefe de gabinete de Francisco Campos, atuando na equipe que integrou o Ministério da Educação e Saúde Pública durante o governo de Getúlio Vargas. Integrou o grupo de artistas e intelectuais modernistas que trabalhavam no Ministério no período de Gustavo Capanema (1934-45), quando se tornou o maior responsável pela consolidação jurídica do tema Patrimônio Cultural no Brasil.

 

Serviço:

Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade
Data: 24 de Outubro de 2012, às 19h.
Local: Teatro Nacional Claudio Santoro – Sala Villa-Lobos – Brasília (DF).
Contato: (85) 3488.8625.

 

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *