Vá se preparando que já temos as datas do Lollapalooza 2019!
29 de junho de 2018
18º FENDAFOR segue até domingo
29 de junho de 2018

Ele largou tudo e pedalou da Índia a Suécia por amor!

O que você faria por amor? O que você considera que seja um grande gesto de amor? Bom, para este casal, 40 anos de história, oito países e muitos quilômetros a serem percorridos não fazem nem cosquinha no amor que um sente pelo outro! Conheça a história de Pradyumna Kumar Mahanandia, da Índia, e Charlotte Von Schedvin, da Suécia.

Mahanandia era um artista de rua indiano que conheceu Charlotte, uma turista sueca, nos anos 70. O encontro aconteceu um Déli, na Índia, que marcou a vida dos dois para sempre. Ele, um artista famosos na região por fazer retratos em 10 minutos, chamou a atenção dela, que resolveu pedir um retrato seu. E foi aí que tudo começou…

Charlotte não gostou da foto feita por Kumar, e voltou no dia seguinte. E assim foi por mais alguns dias. A cada retrato, os dois conversavam um pouco e iam se conhecendo. Até que ele, enfim teve coragem de chamá-la para sair.

Então ele errava de propósito?

Para o artista, o encontro com Charlotte foi amor à primeira vista. Em entrevista à BBC, Kumar dizia que sua mãe havia feito uma profecia para ele. Dizia que ele iria se apaixonar por alguém vindo de terras distantes,do signo de Touro, que era musical e tinha uma floresta. Nas conversas, ele descobriu que a sueca, além de ser taurina, vinha de uma família que sim, possuía uma floresta. E ela gostava muito de música, sabia tocar piano e tudo o mais. Kumar só conseguia pensar que ela era a predestinada.

Aos poucos os dois foram se conhecendo, Charlotte foi à cidade natal de Kumar e claro, ambos se apaixonaram. Eles ficaram juntos durante todo o restante das férias de Charlotte, mas infelizmente, precisaram se separar. Ela voltou para seu país, ele ficou, e a saudade foi grande. Apesar de manter contato por carta, Kumar não aguentou a distância.

Ele vendeu tudo o que tinha, comprou uma bicicleta e partiu rumo à Suécia em busca de seu grande amor.

A viagem

A jornada em Kumar da Índia até a Suécia durou cerca de cinco meses. A viagem dele começou no dia 22 de janeiro de 1977; ele pedalava diariamente cerca de 70 quilômetros. Ele passou pelo Afeganistão, Irã, Turquia, Bulgária, Iugoslávia, Alemanha, Áustria e Dinamarca. Para se manter durante o trajeto, ele fazia retratos em troca de dinheiro, comida, qualquer coisa que o pudesse ajudar.

A lista de países pelos quais o indiano passou é assustadora, devido às notícias de violência que se ouve nos noticiários. Porém, Kumar lembra na entrevista que, durante a década de 70, o mundo era bem diferente. “O Afeganistão era um país tão diferente de hoje. Era calmo e bonito. As pessoas adoravam arte e grandes partes do país não eram habitadas”.

Ele chegou à Europa no dia 28 de maio. Ele ainda pedalou por Istambul e Viena, na Áustria. Foi lá que, depois de pedalar por mais de 5,5 mil km, Kumar pegou um trem para Gotemburgo, na Suécia. Lá, reencontrou seu grande amor e, há 40 anos, os dois são muito felizes.

A história de Kumar e Charlotte já virou livro e há rumores que em breve, deve virar filme. Seja como for, o mais importante é que esse amor virou realidade!

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *