Agora os memes falam como vai ser depois da greve dos caminhoneiros
29 de maio de 2018
Receita do dia – Batata recheada no microondas!
29 de maio de 2018

Empreendedorismo – Edital de Inovação para a Indústria vai disponibilizar R$55 milhões para investir em projetos

Você sonha em tirar sua ideia do papel e começar uma nova Startup no Brasil? Então fique ligado na oportunidade que compartilhamos hoje, pois vem aí mais um edital de inovação! Nesta edição 2018, estão disponíveis R$ 55 milhões para investir em projetos inovadores. Startups e empresas de todos os portes já podem se inscrever no site: editaldeinovacao.com.br. Serão selecionados projetos, em dois ciclos, que receberão até R$ 600 mil individualmente. Além de fomento, as empresas contam com apoio da infraestrutura dos Institutos SENAI de Inovação e dos Institutos SENAI de Tecnologia para desenvolvimento da proposta.

O Edital de Inovação para a Indústria é uma iniciativa do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e do Serviço Social da Indústria (SESI). O objetivo é financiar o desenvolvimento de soluções inovadoras para a indústria brasileira, sejam novos produtos, processos ou serviços de caráter inovador, incremental ou radical.

Categorias e projetos

Nesta edição, projetos inovadores poderão ser inscritos em cinco categorias:

  • A. Inovação Tecnológica para Grandes e Médias Empresas;
  • B. Inovação Tecnológica para Micro e Pequenas Empresas (MPE), Micro Empreendedor Individual (MEI) e Startups de Base Tecnológica;
  • C. Empreendedorismo Industrial – Grandes empresas e Startups;
  • D. Inovação em Segurança e Saúde no Trabalho (SST) e Promoção da Saúde (PS).
  • E. Inovação Setorial em Segurança e Saúde no Trabalho (SST) e Promoção da Saúde (PS).

 

INDÚSTRIA 4.0

Uma das novidades é que as categorias A e B terão foco na seleção de projetos destinados a ajudar o setor industrial brasileiro a se inserir na indústria 4.0 – termo utilizado para definir a fusão entre os mundos físico e virtual, criando sistemas chamados ciberfísicos. A também chamada quarta revolução industrial tornará a forma como se produz hoje obsoleta. “Entendemos que, para apoiar a indústria nessa necessária atualização tecnológica, temos de estimular projetos inovadores que vão ajudar a aumentar a competitividade do setor industrial por meio da indústria 4.0”, explica o gerente-executivo de Inovação e Tecnologia do SENAI, Marcelo Prim.

A categoria C, Empreendedorismo Industrial – Grandes empresas e Startups, também possui mais recursos em 2018 para estimular a conexão entre grandes indústrias e startups, micro e pequenas empresas. Nessa chamada, empresas consolidadas no mercado, denominadas instituição-âncora, podem apresentar, a qualquer momento, desafios a serem solucionados por empreendedores.

Cada projeto na categoria C recebe investimento mínimo de 150 mil, podendo a instituição-âncora, a seu critério, empregar quantias superiores. Na edição 2017, sete grandes empresas lançaram desafios em temas como cidades inteligentes, internet das coisas, segurança cibernética e tecnologias digitais para o setor automotivo. Foram escolhidos, até agora, 22 projetos e há um processo de seleção em andamento lançado pela Shell Brasil.

“O Sebrae está apoiando a categoria B e C do edital. Enquanto a categoria B é a forma mais tradicional de apoio a projetos de inovação de empresas, a categoria C é a que representa maior novidade no mercado, e que o Sebrae passou a apoiar desde 2017. Trata-se de uma categoria que confere maior assertividade na aplicação da solução desenvolvida pelos pequenos negócios, já que visa atender a reais demandas de mercado, pré-definidas pelas médias e grandes empresas. Com isso, o retorno do investimento tende a ser mais rápido, pois já conta com um comprador/investidor logo na partida desenvolvimento, necessita de menor dispêndio em marketing (típico de soluções B2C) para sua alavancagem, e ainda pode contar com a rede de contatos e parceiros das médias/grandes empresas para se promover”, afirma o gerente de Inovação e Tecnologia do Sebrae, Célio Cabral.

 

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *