RaioX Fashion com Carla Menezes
10 de julho de 2012
Latinhas viram arte em intervenção urbana no Reino Unido
10 de julho de 2012

Entidades lançam campanha pela descriminalização das drogas

A Comissão Brasileira sobre Drogas e Democracia (CBDD), o Viva Rio, a Associação Nacional dos Defensores Públicos e órgãos do setor de saúde como a Secretaria Estadual de Saúde e a Fundação Oswaldo Cruz, lançaram ontem (9) na Cidade do Rio de Janeiro, uma campanha nacional pela descriminalização das drogas. Intitulada, Lei de Drogas: É Preciso Mudar, a campanha será veiculada nos meios de comunicação.

O objetivo da iniciativa é mudar a Lei de Drogas (11.343/2006), substituindo-a pela adoção de uma política mais eficaz e justa na forma de se combater o problema das drogas no Brasil. A campanha ainda está arrecadando assinaturas para o Projeto de Lei elaborado por um grupo de juristas. Algumas propostas apresentadas no Projeto de Lei:

  • Deslocar a questão das drogas da área da segurança pública para a saúde e a assistência social;
  • Descriminalizar o consumo de drogas;
  • Estabelecer diferenças claras entre usuário e traficante;
  • Garantir tratamento de qualidade para dependentes químicos, envolvendo as redes de apoio e as famílias para oferecer a eles uma atenção integral.

 

“A nossa campanha parte da constatação de que, apesar de todos os esforços que vêm sendo feitos no Brasil, sobretudo pelas policiais de todo o país, poucos resultados foram obtidos em termos de redução do padrão de consumo e da criminalidade. A quantidade de prisões aumenta de forma intensa e a gente não vê avanços na política que vem sendo implementada”, disse à Agência Brasil, o diretor da organização não governamental (ONG) Viva Rio, Rubem César Fernandes.

Para os envolvidos na campanha, a falta de clareza na diferença entre traficante e usuário fez o número de presos por crimes relacionados às drogas no país dobrar, depois da implantação da Lei de Drogas. A maioria desses presos nunca cometeu outros delitos, não tem relação com o crime organizado e portava pequenas quantidades da droga no ato da detenção, diz a nota de lançamento da campanha no site do Viva Rio.

[youtube width=”600″ height=”344″]http://www.youtube.com/watch?v=Hon4GLtNZCU[/youtube]

A campanha terá três etapas:

  • Primeira: a campanha vai procurar mostrar uma série de injustiças que são cometidas a pretexto de se combater o consumo de drogas entre a população;
  • Segunda: a campanha, que terá prazo de duração de aproximadamente um ano, adotará uma postura mais propositiva;
  • Terceira: já tendo alcançado a meta de 1 milhão de assinaturas, será encaminhado ao Congresso um projeto para mudar a atual Lei de Drogas, descriminalizando-a.

 

Qual a sua opinião sobre tudo isso? Você é contra ou a favor da descriminalização das drogas no Brasil?

 

Foto e vídeo: reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *