Assembleia Legislativa adere à campanha Outubro Rosa e recebe iluminação especial
11 de outubro de 2018
Açaí – Conheça 8 mitos e verdades referentes a fruta!
15 de outubro de 2018

A Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco lança ao público, no próximo dia 15, o edital de seleção de projetos para Laboratórios de Criação. Com foco em panificação e confeitaria, especialidade da Escola, os laboratórios permitirão aos selecionados desenvolverem seus projetos, com o apoio do corpo de profissionais da instituição e de tutores convidados entre grandes nomes da gastronomia nacional. As inscrições são gratuitas e poderão ser realizadas de 15 a 19 de outubro, no site www.dragaodomar.org.br. Instituição da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, a Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco é gerida pelo Instituto Dragão do Mar.

Além do conselho gestor da Escola, o edital dos Laboratórios de Criação está sendo elaborado com a consultoria de renomadas chefs e pesquisadoras da área como Neiva Terceiro, Vani Pedrosa, Joanna Martins, Gabriela Franzoi, Sanae Mattos e Claudia Muniz. A coordenadora de formação da Escola de Gastronomia Social Lina Luz destaca que esse trabalho de consultoria inclui ainda a participação remota da chef Morena Leite, uma das mais respeitadas chefs do Brasil, reconhecida por misturar técnicas francesas com ingredientes típicos do Brasil e uma das sócias do grupo Capim Santo. De acordo com Lina, os laboratórios estão sendo formulados com o objetivo de promover o aperfeiçoamento dos trabalhos em gastronomia que já existem no Ceará, com vistas à valorização da gastronomia local e ao uso de insumos da região.

As consultoras estão realizando ainda, de 9 a 12 de outubro, ciclo formativo com aula-show e masterclasses gratuitas, na Escola.

Flávia Castelo, diretora de gastronomia, esporte e conhecimento do Instituto Dragão do Mar, diz que os laboratórios de criação são como faróis: “Eles iluminam o caminho da gastronomia cearense. Voltados para o passado e para o futuro, reinventam, recriam, o que faz do Ceará o Ceará em termos de cultura alimentar. Os laboratórios criativos de confeitaria e panificação combinam hábitos e descobertas socioculturais no desenvolvimento de processos e produtos da e para a nossa gastronomia. São, portanto, uma experiência inédita lançada pela Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, que mistura arte, ofício, inovação e tecnologia, no convite para a inserção cultural através da comida”.

As atividades dos Laboratórios de Criação da Escola de Gastronomia Social terão início no dia 1º de novembro. Demais informações sobre o processo de seleção deverão ser consultadas no edital.

Sobre as consultoras convidadas

Neiva Terceiro (SP)

Chef de Cozinha e Patissière com 25 anos de experiência, é sócio-proprietária da Neiva Terceiro Padaria Artesanal, ranqueada entre as 100 Melhores Padarias do Brasil. Eleita Padeira do Ano 2018, atua como consultora na área e é conselheira fiscal da Associação Cearense de Chefes de Cozinha do Estado do Ceará. Autora do Livro Voltamos Porque tem Pão. Foi Capa da Revista Prazeres da Mesa, em 2011, e ganhou o título de Melhor Padaria da Cidade pela mesma publicação, em 2012.

Vani Pedrosa (MG)

Acumulando uma experiência de 24 anos de atuação na gastronomia para eventos, idealizou e atualmente coordena o Projeto Primórdios da Cozinha Mineira do SENAC, em Minas Gerais. Constitui a Frente de Gastronomia Mineira e gere o Plano de Desenvolvimento com Base na Gastronomia, para Região Entre serras da Piedade ao Caraça.

Joanna Martins (PA)

Nasceu e cresceu dentro do restaurante de sua família, o Lá em Casa, em Belém (PA), que foi precursor no movimento a valorização da gastronomia regional amazônica, na região e no país. Em 2012, liderou a criação do Instituto Paulo Martins, onde é diretora-executiva. A Instituição dá continuidade ao trabalho desenvolvido pela família Martins, e tem atuação direta no desenvolvimento da gastronomia amazônica através do incentivo à pesquisa, educação e divulgação. Desde 2009, é pesquisadora gastronômica e a partir da criação do Instituto, atua em seus projetos culturais gastronômicos, tais como curadoria e coordenação geral do Festival Ver-o- Peso da Cozinha Paraense (maior festival gastronômico da Amazônia, que em 2018 terá a sua 15ª edição), criação e coordenação da I Conferência Livre de Gastronomia da Amazônia, do Projeto Editorial Culinária Papa-Chibé, do Projeto Educacional Broca Pai D’égua e do Cuia. Em 2014, criou e está a frente da empresa Manioca (maniocabrasil.com), pequena indústria de produtos gourmets com ingredientes Amazônicos.

Gabriela Franzoi (SP)

Formada em gastronomia pela Universidade Anhembi Morumbi, apaixonada por cozinha italiana, foi proprietária de um café italiano em São Paulo, ministrou cursos livres no Senac, trabalhou durante 4 anos em diferentes praças do restaurante Maní, conceituado restaurante contemporâneo que conta com a chefia da premiada Helena Rizzo. Implantou e hoje coordena o projeto Lab. Maní.

Claudia Muniz (SP)

Pedagoga, pós-graduada em Psicopedagogia pelo Mackenzie e MBA em Gestão e Liderança pela FGV. Assessora Pedagógica e Coordenadora Geral em Instituições Privadas de Ensino. Formadora de professores, diretores e coordenadores na Rede Municipal de Barueri, São Caetano do Sul e Caraguatatuba. Membro do Corpo de Profissionais do Instituto Capim Santo – Escola de Gastronomia, uma iniciativa da Chef Morena Leite que visa a capacitação profissional de jovens e adultos.

Sanae Mattos (SP)

Chef de Cozinha e Patissière formada pela instituição Senac em 2007, fez especializações em escolas conceituadas como a Ecole de Cusine Lenotre na França-Paris e com grandes profissionais da Gastronomia.Há dez anos faz parte do grupo Capim Santo, e ao lado da Chef Morena Leite, ajuda na criação e elaboração de novos pratos, desenvolvendo pesquisas de ingredientes para o resgate da cultura de um povo através da gastronomia.Hoje, recém chegada de uma incrível experiência em Bali\Indonesia, esta focada em uma alimentação saudável e funcional, com produtos homemade que despertam o interesse das pessoas que valorizam o confort food livre de preconceitos com a nova tendência da gastronomia, dá aulas, consultorias e faz eventos. Procura usar ingredientes brasileiros de fácil acesso e transforma-los em refeições nutritivas para o dia a dia.

Sobre a Escola

A Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco leva o nome do fundador do grupo M. Dias Branco por ter sido, ele, o financiador da sede e da infraestrutura da escola, inaugurada e doadas para o Estado, em 29 de junho de 2018. A Escola é um dos equipamentos geridos pelo Instituto Dragão do Mar, sendo ligada à Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, e tem como finalidade oferecer cursos básicos, técnicos e avançados em panificação e confeitaria, além de tutorias para desenvolvimento de produtos e projetos, através dos Laboratórios de Criação. O público-alvo da escola são jovens e adultos com ou sem experiência em gastronomia.

 

Serviço:

Edital de seleção para os Laboratórios de Criação da Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco
Lançamento:
dia 15 de outubro de 2018
Onde: no site www.dragaodomar.org.br
Período de inscrições: de 15 a 19 de outubro de 2018
Início das atividades dos laboratórios: dia 1º de novembro de 2018
Inscrições gratuitas

 

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *