Dicas para nunca mais errar na escolha do tom de base!
18 de maio de 2017
Petiscos diferentes para festas infantis
18 de maio de 2017

Que os cachorros são ótimos companheiros todo mundo já sabe, mas muita gente que mora só ainda tem receio em ter um animal pelo fato de trabalhar fora e o cão ter que ficar muito tempo sozinho.

Pensando nisso, hoje compartilhamos por aqui algumas dicas de como escolher o cachorro ideal para quem mora sozinho (a). Vem ver!

1- Tempo

Enquanto você estiver no trabalho já se sabe que seu cãozinho ficará sozinho, mas quando você estiver em casa, terá condições de dar tempo e atenção ao animal? Por mais que independente que algumas raças sejam, todas exigem dedicação, atenção e um tempo de seus donos. A primeira avaliação que você deve fazer é essa, você tem condições dedicar uma parte do seu tempo a um animal?

escolhendocão_nopatio5

2- Analise o seu estilo de vida

 Para escolher a raça ideal para você, é necessário que você analise o estilo de vida que leva primeiro. Você curte fazer exercícios físicos ao ar livre, prefere ficar em casa nas horas vagas ou adora sair com os amigos? Assim você terá mais facilidade para escolher as raças que combinam mais com seu estilo, pois algumas raças são mais “preguiçosas”, já outras precisam se exercitar regularmente. Essa análise também é boa para que você veja se realmente quer ter um bichinho o qual você tem que cuidar diariamente, sem poder se ausentar por longos períodos.

escolhendocão_nopatio8

3- Adestramento

Mais importante do que a raça é a educação que você vai dar ao seu animal, pois assim como irmãos humanos tem a personalidade diferente com os cachorros acontece o mesmo. Para os cães que passam muito tempo sozinhos, o adestramento é ainda mais indicado.

escolhendocão_nopatio14

4- Espaço

 Tenha em mente o espaço que o animal vai ter antes de escolher o porte. Para espaços pequenos, animais de pequeno porte e de temperamento mais tranquilo são mais indicados. Cachorros de porte grande precisam de espaços maiores para se movimentar.

escolhendocão_nopatio2

5- Pelagem

 os pelos longos típicos de algumas raças exigem um pouco mais de tempo na hora da escovação, e deve ser feita diariamente para que não crie nós. O pelo mais curtinho dá bem menos trabalho. Porém, tenha em mente que, ainda que curtos algumas raças costumam soltar pelos pela casa.

escolhendocão_nopatio7

6 – Filhote ou adulto?

 Os filhotes necessitam bem mais do seu tempo, eles tem acabado de sair do lado da mãe e ficam extremamente carentes nas primeiras semanas de adaptação. Com eles as chances de bagunça também são maiores. Se você não tem o tempo que um filhote precisa e nem a paciência para lhe ensinar tudo, pense em adotar um cão já adulto. Com o cachorro adulto você já saberá as características mais marcantes do animal e sua capacidade de adaptação as mais diversas situações.

escolhendocão_nopatio10

Depois de ter analisado e respondido a todas essas questões, procure um veterinário ou adestrador que ele irá lhe indicar a raça que combina melhor com você e com as suas condições.

escolhendocão_nopatio15

Outra dica é, antes de comprar um animal, pense em adotar. Existem milhares de animais abandonados precisando de um lar por aí, procure ONGs que cuidam de animais carentes. Se você realmente prefere comprar, procure visitar o criadouro e veja quais as condições em que vivem mãe e filhotes. Um ambiente estressante pode gerar animais estressados.

E nunca descarte a possibilidade de ter um vira lata em casa. Esses cães, no geral, costumam ser inteligentes, educados, sociáveis com outros cães e pessoas, resistentes a inúmeras doenças, companheiros e extremamente fiéis aos donos, além de bastante independentes e da facilidade de se adaptar aos mais diversos ambientes e rotinas.

 

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *