Cientistas dizem que a desonestidade é resultado das glândulas
4 de fevereiro de 2016
Combate a exploração sexual e o trabalho infantil durante o carnaval
5 de fevereiro de 2016

Estudos do Netflix mostram como o serviço de streaming afeta sua vida amorosa

Dividir seu lanche da escola já foi um grande sinal de amor. Dar um anel de compromisso, enviar flores, uma caixa de chocolates também. Mas em tempos modernos como o nosso, o que seria uma grande e verdadeira prova de amor? Segundo estudos divulgados recentemente pelo Netflix – aquele serviço de streaming que tem dado dor de cabeça às emissoras de TV – essa prova hoje é algo bem simples: dividir a senha do serviço.

Pois é, o Netflix resolveu fazer um estudo sobre como o serviço de streaming afeta a sua vida amorosa. E não é que os resultados foram até surpreendentes?

Segundo a pesquisa, 27% dos usuários do Netflix acham que a compatibilidade de gostos em relação aos seriados é algo muito importante em um relacionamento. Ou seja, se um dos dois gosta daquele seriado vergonhoso de tão ruim, pode ser um problema para o casal. E 13% dos entrevistados afirmaram ainda que convidariam alguém para sair baseados somente no fato daquela pessoas gostar dos mesmos programas. E os programas que uma pessoa assiste podem deixa-la mais atraente? Para 25% dos entrevistas, é perfeitamente possível sim! Então, se você quer se apaixonar, é bom dar uma olhadinha no seu histórico do Netflix e ver se o problema não está aí. Apesar de que, se alguém não aceitar você curtir maratonas de “Friends” ou “Jessica Jones”, talvez essa pessoa não mereça a sua atenção.

Netflix3

Mas agora vem um dos dados mais interessantes: mais da metade dos entrevistados declarou que compartilhar a conta do Netflix é um passo importantíssimo que indica que o relacionamento é sério. E 17% declarou que prefere esperar até estar noivo – ou até mesmo casado! – para só então dividir uma conta no serviço de streaming. Quem diria, não é mesmo?

Casais ou pessoas em relacionamentos longos afirmaram que o programa a dois é basicamente ficar no sofá vendo filmes. Segundo a pesquisa, 72% deste perfil de usuários disse que esse era o programa favorito. E casal que faz maratona unido permanece unido? Segundo a pesquisa sim. Mais da metade dos entrevistados (58%) afirmou que prefere ficar com seu parceiro do que ficar vendo Netflix. Até por que, vamos combinar, fazer maratona é bom, mas não adianta ter Netflix se falta aquele alguém especial para curtir um fim de semana inteiro de “Demolidor”, certo?

Netflix2

Vale lembrar que essa pesquisa foi realizada pelo Netflix norte-americano. Mas é bem possível que o resultado aqui no Brasil não seja assim, tão diferente não. O que vocês acham? Dividir a conta do Netflix é o novo “e viveram felizes para sempre”?

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *