Usar vermelho faz o homem parecer dominador e agressivo
27 de maio de 2015
Assembleia Legislativa celebra 180 anos da PM e nova Lei de Promoções
27 de maio de 2015

Evaldo Lima propõe sensor para fiscalizar ciclofaixas em Fortaleza

Novidade recente nas principais vias de Fortaleza, as ciclofaixas já estão fazendo muita gente deixar o carro na garagem e pedalar. Seja para o trabalho, escola, faculdade ou simplesmente para se exercitar, o ciclista da Capital ganhou uma opção segura e confortável para trafegar na sua “byke”. Para garantir que essa pedalada seja realmente segura, algumas regras podem e devem ser criadas. É isso que o vereador Evaldo Lima (PCdoB) está tentando fazer através de um novo projeto que chega à Câmara Municipal.

A proposição do vereador é de que sensores sejam instalados nas ciclofaixas, para fiscalizar e coibir a invasão de carros e motocicletas na faixa destinada ao transporte cicloviário, algo que, infelizmente, tem se tornado comum nestas vias.
Segundo Evaldo, a cidade está passando por um processo de readaptação da malha viária, sobretudo com as ciclofaixas. Para que o motorista consiga se adaptar à nova realidade, ações educativas e fiscalizatórias, segundo ele, são necessárias.
ciclofaixas_nopatio1
“Objetivando dar maior segurança ao ciclista, sugerimos ao Poder Público, por meio deste projeto de indicação, a implantação de sensores destinados a fiscalizar e coibir a invasão das ciclofaixas por veículos automotores, seja através do tráfego ou estacionamento. De acordo com o artigo 181, VIII, do Código Brasileiro de Trânsito, estacionar o veículo sobre ciclovia ou ciclofaixa é uma infração grave, gera a penalidade de multa e medida administrativa de remoção do veículo”, disse.
Mas o projeto ainda deve esperar um pouco mais para que entre, de fato, em vigor. Atualmente, a proposição ainda se encontra na Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa, à espera de que um relator seja designado para que ela seja estudada.
E você? Acredita que esta tecnologia pode realmente trazer melhoras ao trânsito da nossa cidade? Dê a sua opinião!
Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *