5 truques da Netflix para facilitar sua vida
11 de fevereiro de 2019
5 coisas bizarras que você nunca deveria pesquisar no Google Imagens…
11 de fevereiro de 2019

Exposição “Memorial Sinhá D’Amora” na Casa do Barão de Camocim

13 telas de autoria de Fideralina Correia de Amora Maciel (1906-2002). A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Secultfor) lançou a exposição “Memorial Sinhá D’Amora”, no Centro Cultural Casa do Barão de Camocim. A  mostra também inclui 98 diplomas, 60 medalhas, dez troféus e diversos utensílios de uso pessoal da artista plástica. A cerimônia contou com a apresentação de Anna Canário e Banda.

A abertura do projeto possui um catálogo que reúne os procedimentos resultantes na exposição, como o processo coletivo de restauração das pinturas, realizado por 14 estudantes do Curso de Conservação e Restauração de Bens Patrimoniais Móveis Integrados, promovido pela Secultfor, Instituto Cultural Iracema (ICI) e Escola de Artes e Ofícios Thomaz Pompeu Sobrinho durante o segundo semestre de 2018.

O material também possui informações e aspectos da carreira de Sinhá e um QR Code, que leva ao o acesso online de acervo bibliográfico não exposto. A exposição permanece aberta para visitação no horário regular do equipamento, de terça a sexta-feira, das 9h às 19h e sábado e domingo, das 10h às 17h.

Para Antônio Vieira, curador da Exposição, o diferencial da artista se constrói por sua visão única em cima dos trabalhos realizados, que quebram padrões estéticos e sociais do período. Ele destaca a temática das telas, que possuem referências à terra natal, ao retirante e aos flagelados da seca, e mesmo distante do interior onde nasceu, pintava suas memórias. Outro ponto forte é o desenvolvimento técnico de Sinhá, adquirido em estudos na cidade de Firenze, nos Estados Unidos.

Fotos: Reprodução / Fonte: Secultfor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *