esculturas de areia
Artista que faz esculturas de areia hiperrrealistas impressiona
3 de junho de 2020
Os 10 aplicativos bizarros e simplesmente inúteis que já foram criados
3 de junho de 2020

Filmes e séries com representatividade negra para ver na Netflix

representatividade negra

Nos últimso dias, muito se tem falado em antirracismo e representatividade negra. Afinal, vidas negras importam e casos recentes nos EUA e no Brasil mostram que, infelizmente, o racismo ainda é muito presente em nossa sociedade. Então, na busca pelo empoderamento das pessoas negras, a sua cultura, suas raízes e, claro, aumentar os esforços na luta contra o racismo, nada melhor do que apoiar essa causa e valorizar a representatividade negra. Então, para aliar forças no combate ao preconceito, fizemos uma lista com filmes e séries que mostram exatamente a importância da representatividade negra. E o melhor: estão todos disponíveis no Netflix!

Dear White People (filme e série)

A série – produzida pela Netflix – é baseada no filme de mesmo nome lançado em 2014, em ambos estão disponíveis na plataforma. Neles, vemos um grupo de estudantes negros que lidam com o cotidiano, as ofensas e o preconceito em uma universidade de prestigio. No fim das contas, ela e seus estudantes não são tão livres de preconceito quando se diziam ser… Além de preconceito, as obras ainda discutem temas como colorismo e o próprio empoderamento negro. Já fizemos um especial sobre a série AQUI.

Ela Quer Tudo (filme e série)

A série também é original Netflix e também foi baseada no filme de mesmo nome, assinado pelo cineasta Spike Lee. Aliás, é ele também quem dirige a série, o que deixa seu traço inconfundível em cada episódio. Em ambas as obras, acompanhamos a jovem Nola Darling, uma pintora que se relaciona com três diferentes homens. Mas enquanto eles brigam para serem o único na vida dela, ela luta por sua liberdade enquanto mulher, negra e artista. E detalhe: o filme também está disponível na plataforma!

12 Anos de Escravidão

A história é baseada na autobiografia de Solomon Northup. Ele conta a história de um homem negro que nasceu livre, porém acabou sendo sequestrado e vendido como escravo. Ele precisa então lutar pela sua liberdade. Um filme emocionante, forte e necessário.

The Get Down

Criada por ninguém menos do que Baz Luhrmann (de O Grande Gatsby) e Stephen Adly Guirgis, infelizmente a série foi cancelada após a primeira temporada. Mas seus episódios valem a pena serem vistos – e ouvidos! Trata-se de um drama musical ambientado nos anos 70, plena era de ouro de disco, funk e soul. Nela, acompanhamos um grupo de jovens que moram no Bronx e que sonham em mudar o mundo da música.

Olhos que Condenam

O longa é um soco no estômago, e ganha ainda mais força por ser inspirado em uma história real. Principalmente se levarmos em conta que a violência policial contra negros foi um dos grandes estopins de tudo o que estamos vendo agora. Na série, cinco jovens são injustamente acusados de um crime em Nova York. Ao serem presos, eles passam a viver um verdadeiro pesadelo. Tudo por causa da cor de sua pele…

Luke Cage

Falar em protagonismo negro sem citar Luke Cage é impossível, certo? Isso porque a série, inspirada nos quadrinhos da Marvel, revela sua importância ao ter um negro como super-herói e protagonista. Na história, Luke Cage é um ex-presidiário indestrutível que, ao mesmo tempo que tenta limpar seu nome, tenta acabar com a criminalidade em seu bairro, o Harlem. Infelizmente, a série foi cancelada na segunda temporada.

Atlanta

Criada e estrelada por Donald Glover, ela traz a história de dois primos que tentam fazer sucesso no mundo do rapper e alcançar a fama juntos no cenário musical de Atlanta. Mas nada vai ser fácil e a série deixa claro todas as dificuldades e violência que negros enfrentam por uma coisa simples: a cor de sua pele.

Então, ainda há outros títulos importantes como Corra!, A Vida e a História de Madam C.J. Walker, A Incrível Jessica Jones, Sangue e Água e algumas outras. Ou seja, realmente tem várias opções com representatividade negra na Netflix! Mas, aqui entre a gente: em relação à quantidade de filmes e séries protagonizados por brancos, é um número bem reduzido, hein?

Fotos e vídeos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *