Como usar – Looks monocromáticos estão em alta!
20 de julho de 2017
CCJR aprova PEC que extingue Tribunal de Contas dos Municípios
20 de julho de 2017

Gastronomia mineira – 6 pratos que conquistam qualquer paladar

Pão de queijo, feijão tropeiro, bolinha de mandioca e a irresistível polenta. Quem nunca provou ou pelo menos ouviu falar dessas iguarias da culinária mineira? Seus pratos, feitos sem requinte, mas muito saborosos, carregam muito da história de Minas Gerais e trazem, com toda sua simplicidade, verdadeiros manjares com cheiros marcantes e cores vibrantes.

E já que a gastronomia mineira se espalhou por todo Brasil e é apreciada por estrangeiros de diversas regiões do mundo, que tal aprender a preparar algumas das iguarias e quitutes que conquistam o paladar de tanta gente? Com esta seleção de pratos mineiros que o Pátio Hype separou vai ser preciso passar longe da balança por um tempo.

FRANGO COM QUIABO

O prato, em geral, refogado na banha de porco, chegou à mesa dos mineiros por influência dos índios.

Ingredientes:

– 1kg de quiabo;

– 1 frango inteiro, cortado em pedaços;

– 5 dentes de alho amassados;

– 1 cebola grande bem picadinha;

– 1 xícara (chá) de óleo;

– 1 colher (sobremesa) de colorau;

– Pimenta a gosto;

– Sal a gosto;

– Cheiro verde a gosto;

Modo de preparo:

Tempere o frango com o alho amassados, sal, pimenta e colorau. Se desejar, acrescente uma colher (sopa) de vinagre. Deixe marinar na geladeira por aproximadamente 30 minutos. Enquanto isso, lave o quiabo e seque com um pano, deixando-o bem sequinho e depois o pique em rodelinhas finas. Em uma panela, aqueça uma xícara de óleo, acrescente o quiabo picado e deixe refogar até que não tenha mais nenhuma baba. Mexa de vez em quando, com cuidado para o quiabo não desmanchar. Esse processo leva cerca de 20 minutos. Quando estiver sem baba, desligue o fogo, espere amornar e coe, para retirar o óleo. Reserve somente o quiabo.

Em outra panela, aqueça duas colheres (sopa) de óleo e doure muito bem a cebola, como se estivesse queimando (isso fará com que solte um corante natural no frango). Junte o frango e deixe -o fritar muito bem. Quando estiver bastante dourado, junte três xícaras de água fervente, ou um tanto que quase cubra o frango. Corrija o sal, se necessário, e deixe cozinhar em fogo médio, com a panela semi-tampada por mais ou menos 20 minutos, ou até que o frango esteja bem macio. Junte o quiabo reservado e deixe apurar até que fique encorpado. Se estiver com muito caldo, aumente o fogo e deixe secar um pouco mais. Por último, junte o cheiro verde.

TUTU DE FEIJÃO MINEIRO

Em Minas Gerais essa receita é uma das principais atrações da cozinha. O resultado é um pirão mole, companheiro para o arroz, a couve, o torresmo e a carne de porco frita.

Ingredientes:

– 500g de feijão cozido;

– 150ml de água;

– Farinha a gosto (pois tem gente que não gosta muito);

– Sal e pimenta-do-reino a gosto;

– 1 cubo de sabor feijão

– 100g bacon picado em cubos pequenos;

– 100g calabresa picada em cubos médios;

– Tempero verde à gosto;

– 3 dentes de alho socado.

Modo de preparo:

Bata no liquidificador o feijão, a água e a farinha e reserve. Em uma panela frite a calabresa, o bacon e o alho. Acrescente o feijão, o sal, a pimenta-do-reino e o cubo de tempero. Misture e deixe no fogo (acrescente água aos poucos se precisar). Por fim acrescente o tempero verde e sirva da forma que desejar.

Dica: Para decorar o prato você pode colocar rodelas de ovo cozido e salsinha.

AMBROSIA

Típica das mesas de Minas Gerais, a ambrosia tem ingredientes simples: leite, ovos, casca de limão, açúcar e canela levados ao fogo. Depois de esfriar, a mistura é levada à geladeira para se transformar numa delícia açucarada.

Ingredientes:

– 2 pedaços de canela em pau;

– 5 colheres (sopa) de suco de limão;

– 800g de açúcar;

– 1 litro de leite;

– 12 ovos;

– 6 cravos da índia.

Modo de preparo:

Em um liquidificador bata os ovos até ficarem bem homogêneos. Depois, em uma panela adicione o leite, os ovos batidos, o açúcar, o suco de limão, a canela e os cravos. Leve ao fogo médio e deixe cozinhar. A ambrosia irá cozinhar e ficará em ponto de corte. Quando ela estiver bem dourada deixe descansar por aproximadamente umas três horas.

Após isso, faça dois cortes no doce, dividindo-o em quartos. Em seguida, com a ajuda de uma espátula, vire os quartos da ambrosia e cozinhe por mais 15 minutos. Se necessário, adicione um pouco de leite. Desligue o fogo e transfira a ambrosia para um recipiente de vidro e decore com canela em pau ou em pó.  Leve à geladeira por no mínimo três horas antes de servir.

LEITÃO A PURURUCA

A receita trazida pelos portugueses ganhou fama em Minas Gerais pelo sabor e tempero. Em alguns restaurantes, o leitão chega à mesa acompanhado de arroz branco, farofa, feijão-tropeiro e couve.

Ingredientes:

– 1/2 xícara (chá) de óleo;

– 2 unidades de cebola picadas;

– 6 dentes de alho;

– 1/2 xícara (chá) de salsa (ou salsinha) picada;

– 2 unidades de limão;

– 1 unidade de pimenta-dedo-de-moça pequena picada;

– Sal a gosto;

– Azeite de oliva a gosto;

–  1 leitão.

Modo de preparo:

No liquidificador bata o óleo, a cebola, o alho, a salsa, o suco de limão, a pimenta, o sal e o azeite suficiente para formar uma pasta homogênea. Coloque o leitão em uma assadeira e besunte-o com o tempero. Cubra com filme plástico e leve à geladeira durante uma noite e um dia, colocando de vez em quando o tempero que escorre sobre a carne novamente. Retire a assadeira da geladeira, limpe todo o tempero da pele do leitão (esse procedimento é necessário, pois o tempero queima facilmente e altera o sabor e o tempo de cozimento do leitão).

Coloque o leitão sobre uma grade própria para assados, que permite que todos os lados assem de maneira uniforme. Cubra com papel-alumínio e asse no forno, preaquecido a 240 ºC, por cerca de quatro horas. Retire o papel-alumínio, volte ao forno e asse por mais uma hora ou até dourar. Para formar a pururuca, aqueça bastante o óleo. Passe gelo na pele do leitão ainda bem quente e, com uma concha, jogue o óleo bem quente. Repita o procedimento até levantar bolhas na superfície do leitão. Sirva com farofa.

DOCE DE LEITE

Preparado em uma panela grande, com leite fresco e açúcar, o doce de leite é umas das sobremesas mais tradicionais da gastronomia mineira .

Ingredientes:

– 1kg de açúcar refinado;

– 1 copo de água;

– 1 lata de leite em pó.

Modo de preparo:

Em uma panela coloque o açúcar e a água. Leve ao fogo e mexa de vez em quando. Assim que a calda pegar fervura por igual, abaixe o fogo e deixar por mais cinco minutos no fogo. Após esse tempo, desligue o fogo e acrescente o leite em pó de uma vez, mexendo bem, até a mistura ficar bem homogênea. Quando a mistura estiver bem homogênea é só deixar esfriar e está pronto para servir.

FEIJÃO TROPEIRO

A receita – uma mistura de feijão cozido, farinha de mandioca e linguiça – era a alimentação básica dos trabalhadores que transportavam mercadorias em lombo de burro.

Ingredientes:

– 150g de bacon picado em cubos;

– 300g de feijão carioca cozido al dente;

– 150g de linguiça de porco;

– 200g a 300g de farinha de mandioca branca;

– 2 cebolas médias picadas em cubos;

– 7 ovos;

– 1 molho cheiro verde picado;

– 2 dentes de alho;

– Tempero a gosto.

Modo de preparo:

Frite o bacon juntamente com a linguiça. Acrescente o alho e a cebola até dourar. Coloque os ovos e mexa até firmarem. Acrescente o feijão, uma pitada de sal e a farinha. Misture até aquecer. Desligue a panela e salpique o cheiro verde.

Sugestão de acompanhamentos: arroz branco, couve, bife de porco e torresmo.

Formada por receitas fáceis, com ingredientes simples, de preferência preparadas no fogão a lenha, pode-se dizer que a gastronomia mineira possui sabor universal se feita com o saber de suas tradições, já que negros, índios e brancos deixaram nela suas marcas. E agora, que você já sabe preparar alguns desses pratos maravilhosos.

Fotos: Reprodução. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *