Meninas do Rouge lançam música, aparecem no Faustão e quebram a internet
4 de fevereiro de 2018
Por dentro da sacolinha de mimos do Oscar 2018
5 de fevereiro de 2018

Ah, Paris, a cidade-luz, um destino que muitos sonham em conhecer… Visitar a famosa Torre Eiffel, a avenida Champs-Élysèes, o Museu do Louvre e muito mais deve ser mesmo uma experiência marcante, não acham? Porém, já pensou em incluir no seu roteiro de viagem um emaranhado de túneis frios e úmidos nos arredores da cidade? E mais: são túneis completamente recobertos de caveiras humanas.

Achou um tanto quanto mórbido? Pois o Lugar do Medo dessa semana leva vocês até as famosas Catacumbas de Paris para contar um pouco mais desse lugar assustador em meio à cidade-luz!

A história das Catacumbas de Paris é bem antiga. Nos tempos em que a cidade estava sendo construída, o local era uma simples mina de pedra calcária. O material era utilizado para erguer casas, monumentos e outras edificações que são visitadas ainda hoje.

Pois bem, por volta de 1760, o cemitério de Paris estava sofrendo uma espécie de “superlotação”. Com o crescimento da miséria da população, as doenças se espalhavam de forma cada vez mais rápida, o que causava muitas mortes. Um decreto chegou a ser baixado proibindo que novos enterros fossem realizados na capital francesa, mas tudo continuou do mesmo jeito.

Com isso, havia vários restos mortais espalhados pelo cemitério, sepulturas abertas e, claro, corpos em decomposição que contaminavam a água dos reservatórios e o ar da região. Em 1763 uma grande chuva fez com que uma das paredes do cemitério desmoronasse, e mais corpos e restos mortais acabaram vindo à superfície. Foi comente então que se ordenou a transferência dos ossos para a antiga mina de calcário.

No começo, os ossos foram jogados no local sem nenhum tipo de ordem. Porém não tardou para que os responsáveis pelo translado notassem que precisavam ordenar os restos mortais a fim também de assegurar que mais ossos pudessem ser guardados ali. Levaram alguns anos até que todos os ossos fossem levados para as Catacumbas. Os restos são “identificados” de acordo com a época em que foram transladados.

Atualmente, foram mapeados mais de 300 km de túneis recobertos com ossos. Porém, apenas pouco mais de um quilômetro é aberto para visitação, que é guiada. É completamente proibida adentrar nas demais áreas das Catacumbas de Paris.

E é justamente essa proibição que faz com que muitos questionem o que de fato existe nas Catacumbas de Paris. São várias as histórias de pessoas que tentam burlar a segurança e explorar os túneis proibidos do local. Certa vez, dois jovens se perderam e ficaram presos lá por três dias, até serem resgatados, com a ajuda de cães farejadores.

Há quem diga que o local é completamente assombrado (jura?). Há quem pense que existe uma espécie de demônio ou monstro morando lá. Um vídeo bem famoso mostra o que aparentemente seria um homem fugindo de algo assustador dentro das Catacumbas. Porém, não passa de uma espécie de “curta de terror” para promover um especial de televisão sobre o local.

Assombrado ou não, vamos combinar: eis um ponto turístico que não é para qualquer um!

Fotos e vídeo: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *