Conheça a nova onda do “Que Tiro Foi Esse?” que viralizou na rede
15 de janeiro de 2018
Conheça quatro hábitos que ajudam a controlar a ansiedade!
15 de janeiro de 2018

Quando pensamos em uma viagem ao México, logo nos vem à mente a imagem dos Mariachis, da comida bem apimentada, do povo usando sombreros, praias lindas e vários outros clichês. Porém, ao sul da capital do País existe um lugar para lá de peculiar.

Estamos falando de Xochimilco, uma cidade rural repleta de canais navegáveis e várias pequenas ilhas cujo nome significa “um lugar de flores”. Parece ser um passeio bem bonito e romântico, não é mesmo? Porém, é preciso cuidado para não descobrir sem querer o porquê de o lugar ter ficado conhecido por uma alcunha bem mais sombria. É hora de conhecer a história sinistra e assustadora da Ilha das Bonecas…

Ao todo, são 190 quilômetros de canais de água cristalina, com muita natureza. De fato há várias ilhas muito bonitas, porém, uma chama atenção. Em um local repleto de puro misticismo, está a chamada Ilha das Bonecas, relativamente próxima da Cidade do México.

Considerada mal assombrada, o lugar guarda diversas histórias para lá de sombrias. A mais famosa conta como as bonecas começaram a aparecer no local. A ilha pertencia a um homem chamado Don Julián de Santana Barrera. Por mais de 25 anos, ele foi o único morador do local. Contam que uma noite, ele soube de uma menininha que havia morrido afogada no rio. E pouco depois, uma boneca passou boiando perto de onde Don Julián estava.

Ele achou que aquilo era uma espécie de sinal. Então, Don Julián “pescou” o brinquedo e o pendurou como forma de homenagear a criança. Porém, ele começou a ser perseguido pelo espírito. Dizem que ele ouvia choros constantes e que à noite, sua casa era invadida pelo som de lamentações.

Don Julián então começou a pendurar mais e mais bonecas ao redor da casa como forma de agradar e se proteger do espírito da criança. Algumas ele comprava, mas a maioria era tirada do lixo. E logo eram centenas delas espalhadas por toda a Ilha. Daí o nome, Ilha das Bonecas. Ao todo, são mais de mil bonecas no local. Porém, não demorou para que as bonecas começassem a se deteriorar, e o que poderia algum dia ter parecido algo “fofo”, logo se tornou um macabro cenário de filme de terror.

Gente de todo o mundo foi até o local conhecer a Ilha, que acabou ficando famosa. Don Julián recebia os visitantes de forma bem amigável, contando a todos a história de todas as bonecas. No começo dos anos 2000, mais precisamente em 2001, algo trágico – e, no mínimo, irônico – aconteceu. O corpo de Don Julián foi encontrado boiando nas águas do rio que ele tanto temia.

Primeira boneca da Ilha das Bonecas

A primeira boneca ainda está lá, com um chapéu de palha, pendurada na entrada da antiga cabana de Julián. Dentre as que restaram penduradas, muitas estão sujas, quebradas, principalmente sem os olhos. Dizem que ainda hoje aparecem bonecas nas águas da região.

Hoje, ninguém mais habita a Ilha das Bonecas. Porém, parentes de Don Julián cuidam do local e recebem os turistas interessados em conhecer o local macabro. As visitas são feitas em pequenas embarcações que circundam a ilha. Os visitantes seguem a tradição de Julián e deixam bonecas no local. Há quem jure ter visto as bonecas se mexendo e mesmo sussurrando. Dizem ainda que, à noite, elas se libertam das cordas e caminham pela Ilha, matando animais. por isso, visitas noturnas não são realizadas.

Você teria coragem de fazer uma visitinha lá?

Fotos e vídeo: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *