Jari Jones – Modelo negra e trans celebra campanha da Calvin Klein
7 de julho de 2020
Franjas – Do carnaval para o look do dia!
7 de julho de 2020

Médicos brasileiros anunciam paciente vivendo sem vírus HIV há 17 meses

vírus HIV

Estamos em meio a uma pandemia de coronavírus, mas nem por isso os esforços de médicos e pesquisadores para encontrar a cura de outras doenças parou. E nesse sentido, uma equipe de médicos brasileiros acaba de fazer uma importante revelação para a comunidade científica. Isso porque um paciente em estudo está há 17 meses sem vírus HIV em seu organismo. Seria esse o caminho para a cura da AIDS?

De acordo com o anúncio, o paciente em questão – que teve o nome omitido por questões de privacidade – convivia com o vírus HIV há sete anos. Porém, depois de participar de um estudo liderado pelo infectologista Ricardo Sobhie Diaz, está vivendo há quase um ano e meio sem a presença do vírus em seu organismo, mesmo tendo parado de tomar os remédios. Segundo o estudo, apés passar por um tratamento com antivirais específicos, uma espécie de vacina e outras drogas que auxiliam a imunidade do organismo, o paciente está sem nenhum índice detectável do HIV, mesmo passando por testes altamente precisos de detecção. O índice de anticorpos específicos de combate ao HIV também diminuíram. “o que é uma evidência de que o vírus pode não estar mais ali”, disse Diaz em entrevista à CNN Brasil.

Mas se não tem mais o vírus HIV no organismo, seria essa então a cura da AIDS?

vírus HIV

Ricardo Diaz é cauteloso em falar em cura. Para ele, ainda é muito cedo para falar nestes termos. Afinal, por mais que esteja indetectável, é possível que o vírus ainda esteja presente no organismo do paciente. Porém, o mesmo segue em observação, fazendo exames constantes para acompanhar a evolução de seu quadro clínico. Em todo caso, a notícia é uma esperança e um passo na direção da cura, uma vez que aponta quais drogas são mais eficientes no combate à doença, assim como apontam para a possibilidade do desenvolvimento de uma vacina.

Agora, a equipe médica de pesquisadores aguarda a liberação da Anvisa para que mais testes sejam realizados em outro grupo de 50 voluntários. Tomara que esse seja mesmo o caminho para a cura do vírus HIV!

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *