Conheça os cursos online que viraram febre entre os executivos brasileiros
1 de abril de 2016
Sebrae Ceará e SENAR oferecem cursos para melhorar gestão de propriedades rurais
4 de abril de 2016

Trabalhos manuais ou administrativos, ao ar livre ou dentro de um escritório, todas as profissões têm seus benefícios e seus riscos. Alguns possuem condições perigosas de trabalho, enquanto outros podem desgastar lentamente a saúde mental e física com suas longas horas de expediente, estresse e ambientes de trabalho nada positivos. Entre as profissões que possuem os mais altos índices de ferimentos, doenças e fatalidades relacionadas ao próprio trabalho está a de bombeiro. E como se já bastasse se tratar de uma profissão de risco, muitas vezes esses profissionais tão importantes para a sociedade são submetidos a péssimas condições de trabalho.

Com o objetivo de discutir as condições de trabalho dos bombeiros militares do estado do Ceará, a Comissão de Defesa Social da Assembleia Legislativa promove hoje, às 14 horas, uma audiência pública. O debate é de iniciativa do deputado Capitão Wagner (PR) e será realizado no Complexo de Comissões Técnicas da Casa.

Na justificativa o parlamentar destaca a importância do Corpo de Bombeiros para toda a sociedade. “É uma instituição que tem como princípio sempre fazer o bem. Diante das tragédias, sempre estão presentes, oferecendo seus serviços e sua solidariedade ao próximo”, assinala.

bombeiros 2

O deputado ressalta ainda que “infelizmente, hoje em dia, é notória a carência de estrutura e condições de trabalho para esses profissionais indispensáveis à sociedade”. Segundo o Capitão Wagner, é fundamental valorizar o trabalho dos bombeiros, que não se restringe tão somente a apagar incêndios. “Hoje a corporação atua nas áreas de controle de tragédias, epidemias, catástrofes, incêndios e assistência médica de emergência, além da fiscalização de prédios e edifícios, locais de festas, controle de inundações e resgate de vítimas de acidentes em lugares de difícil acesso” disse.

Vamos pensar que quanto mais se investir no bombeiro, maior será o seu suporte para sal­var vidas e, consequentemente, haverá uma economia muito grande nos sistemas pré-hospitalar, hospitalar e pós-hospitalar. Se for avaliar economicamente, entre créditos e débitos, o saldo é muito positivo.

Fotos: Reprodução. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *