Fashion Lounge agita o fim de semana em Fortaleza
27 de outubro de 2011
Por dentro do Halloween!
28 de outubro de 2011

Você está cansada de ouvir piadinhas sem graça a respeito da habilidade das mulheres para conduzir um veículo? Certamente, a mais antiga de todas é “mulher ao volante, perigo constante”. Para calar de vez a boca de quem ainda acha que só os homens são capazes de dirigir super bem, não levar multa, estacionar em qualquer canto – mesmo que seja a menor vaga que você já viu na vida! – e fazer tudo isso com maestria, o No Pátio mostra as dicas que toda representante do sexo feminino deve seguir para ser uma excelente motorista e provar aos homens que, no volante, as mulheres pode sim ser tão boa quanto eles!

Muita prática

Nada melhor que aprender na prática! Para dirigir bem de verdade é preciso praticar muito, já que quanto mais tempo atrás do volante você passar, mais vai aprender e também perder o medo. Antes disso, dedicar um bom tempo na escola da autoescola é fundamental. A confiança para enfrentar o trânsito começa desde as primeiras aulas! Então, um instrutor experiente é o mais indicado!

Direção defensiva
Para conseguir ser, de fato, uma motorista nota 10 é preciso apostar na direção defensiva, ou seja, ter muita atenção aos riscos que o trânsito oferece e saber tomar decisões rapidamente. Ter o controle do que acontece ao se redor ajuda muito a reduzir o risco de acidentes. Respeitar a sinalização, dar passagem aos carros que estejam trafegando em alta velocidade e nunca ficar distraída com as músicas preferidas tocando no som do seu carro são os primeiros passos para garantir uma direção defensiva eficaz. Ah! Nada de falar ao telefone enquanto está dirigindo!

Posição correta para dirigir

Você sabia que a posição correta ao volante reduz o desgaste físico e ainda ajuda a prevenir acidentes? Veja algumas dicas:

– Dirija com os braços e pernas ligeiramente dobrados, o que evita lesões.
– Apoie bem o corpo no assento e no encosto do banco, formando um ângulo de 90°
– Ajuste o encosto de cabeça de acordo com a sua altura.
– Segure o volante com as duas mãos, como os ponteiros do relógio na posição de 9 horas e 15 minutos. Nada de querer ter “uma mão livre” durante o trajeto.
– Procure manter os calcanhares apoiados no assoalho do veículo.Ah! Evite apoiar os pés nos pedais, quando não os estiver usando. Isso ajuda a poupar o corpo.
– Atenção! Utilize calçados que ofereçam firmeza aos pés para que você possa acionar os pedais rapidamente e de forma correta, sem deixar de lado a segurança com segurança.
– Coloque o cinto de segurança, de maneira que ele se ajuste firmemente ao seu corpo. Esse é um item indispensável! Uma das primeiras coisas a se fazer ao entrar no carro é sempre colocar o cinto!

De olho nos retrovisores

É super importante que os espelhos estejam limpos, o que vai proporcionar uma visão livre de todo o que acontece ao redor do veículo. Para uma visão totalmente desimpedida, evite colocar objetos que atrapalhem a visão dos espelhos. Ainda tem dúvidas sobre a posição perfeita? Faça o seguinte teste: sente no banco do motorista, e tenha certeza que está enxergando sem nenhuma dificuldade o limite traseiro do veículo. O certo é não ter que sair da sua posição para ter uma visão adequada.

Concentração total

É natural que com o tempo – e com muita prática – os motoristas fiquem mais relaxados e aí sim os acidentes aparecem. Então, concentração e atenção antes de fazer qualquer manobra é hiper importante. Nada de ficar totalmente seguro e achar que pode sair por aí sem ter tanto cuidado assim. Claro, é sempre bom lembrar que o consumo de drogas e bebidas alcoólicas nunca devem ser misturado ao volante. Transportar animais ou caixas grandes e que correm o risco de deslocamento dentro do veículo não é aconselhável, pois isso desvia a atenção do condutor.

Manutenção preventiva do veículo.

Com o tempo, o carro pede sim cuidados especiais e o desgaste é natural. Para manter o veículo sempre em bom estado, nada melhor que manter o necessário hábito de levar o veículo a oficina mecânica.
Itens que devem ser observados periodicamente por profissionais qualificados ou pelo próprio automóvel:

– Combustível: o nível indicado no painel deve ser suficiente para chegar ao destino desejado.
– Nível de óleo de freio, do motor e de direção hidráulica: observe os respectivos reservatórios.
– Nível de óleo do sistema de transmissão (câmbio): para veículos de transmissão automática, veja o nível do reservatório. Nos demais veículos, procure vazamentos sob o veículo.
– Água do radiador: nos veículos refrigerados a água, veja o nível do reservatório de água.
– Água do sistema limpador de pára-brisa: verifique o reservatório de água.
– Palhetas do limpador de pára-brisa: troque, se estiverem ressecadas.
– Desembaçador dianteiro e traseiro (se existirem): verifique se estão funcionando corretamente.
– Funcionamento dos faróis: verifique visualmente se todos estão acendendo (luzes baixa e alta).
– Regulagem dos faróis: faça através de profissionais habilitados.
– Lanternas dianteiras e traseiras, luzes indicativas de direção, luz de freio e luz de ré: inspeção visual.

Outros itens muito importantes

– Fique atento a calibragem, o desgaste, as deformações e as dimensões irregulares, além do balanceamento e do alinhamento das rodas.
– Cintos de segurança – Precisam estar sempre em boas condições e todos os passageiros devem usá-los, inclusive os dos bancos traseiros. Cheque periodicamente todos os cintos a procura de cortes e dobras e confira se o travamento está funcionando.
– Suspensão e amortecedores – São responsáveis pela estabilidade do veículo, evitando capotamento e perda do controle do carro.
– Direção – Cheque por folgas na direção, que podem fazer o motorista perder o controle do automóvel.
– Iluminação – Confira faróis, lanternas, luzes de freio e pisca-piscas. O funcionamento desses itens é fundamental para que você possa ser visto e ver o que acontece ao redor.
– Freios – é necessário observar o nível de fluído e se existem vazamentos (é só checar o chão da garagem), o disco e a pastilha e as lonas.

Depois de todas essas dicas, não tem como não ficar uma motorista nota 10!

 

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *