Conheça a garotinha de 4 anos que se transforma em qualquer personagem!
26 de fevereiro de 2020
Raf Simons é anunciado como co-diretor criativo da Prada
27 de fevereiro de 2020

Não foi só em The Walking Dead que rolou uma cena bizarra de sexo zumbi…

sexo zumbi

The Walking Dead voltou com novos episódios no último domingo, e pegou muita gente desprevenida. A gente não sabe se foi o clima de Carnaval ou simplesmente a baixa audiência, mas os criadores da série apelaram para uma bizarríssima cena de sexo zumbi para ver se fazia a série voltar a ser o sucesso de antes. Porém, tudo o que eles conseguiram foi deixar o público para lá de dividido.

Mas se vocês acham que eles foram os pioneiros nessa de sexo entre mortos-vivos, saibam que a coisa não foi bem assim… Prepare o estômago e confira a lista a seguir:

Braindead

Dirigido por ninguém menos do que Peter Jackson – o mesmo de O Senhor dos Anéis – esse longa de 1992 foi até bem inovador. Ele traz a história de uma mãe superprotetora que acaba sendo mordida por um animal e transformada em um zumbi. Ela então acaba transformando todo mundo em zumbis, e é nesse cenário que rola uma cena de sexo zumbi. E tem mais: disso nasce um bebê zumbi!

Otto – ou Viva a Gente Morta

Esse longa chega a ser quase absurdo… Pois bem, ele conta a história de um zumbi gay chamado Otto. Ele viaja até Berlim onde conhece Medea, uma diretora que pede para que o jovem estrele um filme pornô-político-zumbi…

Pelo Amor e Pela Morte

Para quem não sabe, o cinema italiano trash é apaixonado pela temática zumbi. Pois bem, neste filme de 1994, um solitário cuidador de um cemitério precisa lidar com a volta dos mortos enquanto busca um amor para chamar de seu. Para lá de bizarro!

Meu namorado é um zumbi

Aqui não chegamos a ter uma cena de sexo zumbi propriamente dita, mas… A história entre um zumbi que come o cérebro do namorado de uma garota e então se apaixona por ela chega a ser quase fofa!

E então, o que vocês acharam da cena de sexo entre zumbis em The Walking Dead?

Fotos e vídeo: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *