Mitos e verdades sobre o tesão masculino!
10 de outubro de 2019
Snakeskin – O animal print tendência da vez
10 de outubro de 2019

O curioso – e macabro – caso de amor entre um pintor famosos e uma boneca

Relacionamentos entre pessoas e objetos podem parecer bizarros, mas há quem ache comum. No Japão, por exemplo, é relativamente normal ver gente se casando com bonecas, por exemplo. Mas o caso de amor entre um pintor famosos e sua boneca ganha tons bem macabros quando conhecemos a história toda. Você já ouviu falar na boneca de Kokoschka, amor e inspiraça~ão para o famoso pintor expressionista Oskar Kokoschka?

Woman in Blue, famoso quadro de Oskar Kokoschka

Oskar Kokoscha foi um escritor e pintor famoso na Áustria no começo do século passado. Sua obra é conhecida pela intensidade de suas cores e suas pinceladas e sua participação na escola expressionista de pintura. Pois bem, o que sua vida artística e profissional tinha de próspera, sua vida pessoa não andava lá muito bem.

O pintor mantinha um relacionamento com uma mulher viúva chamada Alma Mahler, socialite e compositora. A paixão dele por ela era tão grande que beirava a obsessão. Imaginem então a surpresa devastadora que foi para Oskar quando, ao voltar da Primeira Guerra, ver que sua amada havia se casado com outro. E que esse outro era seu ex-amante. O golpe foi tão grande que o pintor nunca conseguiu superar o relacionamento.

A tal boneca inspirada em Alma

Ele não aceitava perder sua amada. Então, na tentativa de mantê-la sempre, ele entrou em contato com uma fabricantes de brinquedos e encomendou uma boneca que fosse do mesmo tamanho de Alma. Ele pediu que ela ficasse o mais parecida possível com a mulher que amava e que o abandonou. Quando a tal boneca chegou, o pintor famoso não a escondeu de ninguém. Andava com ela para todos os lados, saía com ela em sua carruagem, a levava para jantar… Tratava-a como uma pessoa de carne e osso.

A boneca, inclusive, servia de modelo para as pinturas de Oskar – assim como sua amada de carne e osso também fazia quando estavam juntos. Algumas de suas mais famosas pinturas, inclusive, foram inspiradas no modelo tridimensional, como Woman in Blue (1919), Painter with Doll (1920/1921) e At the Easel (1922).

Oskar e sua boneca

Porém, em uma noite trágica, toda a dor e amargura de Oskar o fizeram destruir a boneca. Em um acesso de raiva, após ter bebido demais, ele quebrou uma garrafa de vinho na boneca. Em seguida, a decapitou. Porém, sempre foi atormentado pela dor de ter perdido sua amada.

Credo!

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *