4 filmes que ajudam a melhorar a habilidade de falar em público
19 de abril de 2017
Conheça o Primepass, o “Netflix do cinema”
19 de abril de 2017

O jarro da vida – Uma teoria para ajudar a refletir sobre suas prioridades

Você já ouviu falar na teoria do”Big Rocks” ou “Jarro da Vida”, como é mais conhecida? Essa teoria é uma historia curtinha, bastante utilizada por professores, filósofos e palestrantes sobre a importância do nosso conceito de prioridade por meio de uma “experiência” com um pote de vidro.

 Aqui no Pátio Hype ainda não falamos sobre ela, então vamos lá… Senta que lá vem história!

Como explicamos, a teoria do Jarro da Vida questiona nossa relação com aquilo que priorizamos. Na historinha, um professor coloca um grande jarro de vidro vazio sobre uma mesa. Em seguida, pega uma sacola cheia de bolas de golfe e vira todas dentro do jarro, até a boca. Em seguida, ele se volta para a sala e diz:

– Pessoal, como vocês notaram, acabei de encher esse pote de vidro. Certo?

Em coro, os alunos respondem: “Sim!”

Para a decepção geral, o professor rebateu dizendo que estavam todos enganados. E, seguida, ele pega outra sacola, repleta de pedrinhas e derrama-as no pote. Nesse processo, vai chacoalhando o jarro para que as pedrinhas se acomodem melhor e ocupem as lacunas deixadas pelas bolas de golfe. Quando a última pedra cai dentro do jarro, o mestre dispara outra pergunta:

– Vocês perceberam que o pote não estava totalmente cheio, já que havia espaço para as pedrinhas. Mas e agora, o jarro encheu?

Os alunos, atônitos, não responderam.

Nisso, o mestre pegou mais uma sacola, desta vez cheia de açúcar. Com um sorriso no canto da boca, disse para a classe desconfiada:

– Pois é, o frasco não estava cheio, assim como suspeitaram, já que dava pra colocar açúcar no jarro. Mas agora está cheio, certo?

E quando tudo parecia ter acabado, o mestre pega seu copo de café, saúda a classe e com um largo sorriso, derramando todo o liquido dentro do jarro. Depois de “lotar” o pote de vidro, o educador finaliza:

– O pote representa a vida, as bolas de golfe são os itens mais valiosos, como família, valores, crenças, amigos… aquilo que é essencial para deixá-los plenos e com a existência completa. As pedrinhas são o que acumulamos como carros, casa, trabalho, presentes e por aí vai. E o açúcar é o resto, o cotidiano.

Mas e aí, não entendi qual é a moral da história?

Se você usar toda a sua energia e seu foco só nas coisinhas pequenas o tempo todo, vai chegar uma hora que aquilo te ocupa tanto que não sobra espaço para coisas maiores. Saber dar prioridade para as coisas que são realmente importantes é algo crítico nas tomadas de decisões. Investir tempo na sua família, fazer seus check-ups médicos, viajar com alguém importante, tudo isso são bolas de golfe. Mas, muitas vezes a gente fica só brincando no açúcar o tempo todo porque distrações docinhas não faltam por aí.

Portanto, aprenda a despejar as coisas na ordem certa. Aprenda a dizer sim, aprenda a dizer não. Aprenda a priorizar.

Fotos: Reprodução. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *