O sexo perfeito de cada signo
12 de maio de 2016
Maio, mês da masturbação
12 de maio de 2016

O visual retrô é campeão em se firmar como tendência. A cada temporada, o guarda-roupa de nossos pais (ou os nossos de outrora) voltam com tudo, mas, claro, com um toque essencial de modernidade. É o caso do Ladylike. Lembra-se? Historicamente falando, o estilo surgiu no final da década de 40, quando o mundo estava ainda abalado pelas tragédias decorrentes da Segunda Grande Guerra. Foi naquele período que Christian Dior dava os primeiros passos de sua carreira na moda, preparando seu primeiro desfile pela sua grife homônima.

Para se inspirar, o estilista reprovava a época atual, mas admirava os anos 60 do século anterior (1860) e/ou a Belle Époque. Foi a editora de moda americana Carmel Snow que deu nome à moda quando exclamou: “This is a new look!“. Após o ocorrido, apesar da crise pela qual todo o mundo passava e dos preços para manter a tendência no guarda-roupa (muito tecido era utilizado para confeccionar as peças), ele fez grande sucesso por 10 anos, tornando-se um dos grandes marcos da moda na época – prova disso é que até hoje, ele se renova nas passarelas, sempre voltando para o dia a dia.

new-look-christian-dior

Saias muito bem marcadas, com cintos finos e delicados, blusas com estampas românticas e femininas, salto médio e uma maquiagem que não dispensa o delineador gatinho. Pin-up? Que nada! É puro Ladylike. Se você se inspira em mulheres como Marilyn Monroe, Audrey Hepburn e Grace Kelly, sabe perfeitamente do que estamos falando!

  • Nas passarelas
Miu Miu e Michael Kors - Verão 2015

Miu Miu e Michael Kors – Verão 2015

A tendência voltou com tudo nas São Paulo Fashion Week de 2013 e 2014, nos desfiles de Alexandre Herchcovitch, Colcci, Patrícia Motta, entre outros – assim como o Fashion Rio. Os penteados – como coques mais arrumados – também eram indicadores do estilo. Miu Miu e Michael Kors apresentaram looks parecidos em suas temporadas de Verão 2015. Já no Red Carpet, não é novidade, tampouco. Quem nunca viu a cantora Ariana Grande ou Katy Perry? Ou a atriz Zooey Deschanel? Embora as duas últimas não apresentem os figurinos mais tradicionais, elas dão show quando o assunto é se vestir como dita o gênero.

desfiles-ladylike

Alexandre Herchcovitch – Patrícia Motta – Colcci

  • Peças-chave

Como já dissemos, para apostar no estilo, não pode faltar: uma peça que marque sua cintura. Aí, fica à seu gosto! Pode ser uma saia (midi ou mais curta – se for mais curta, prefira uma estampa bem feminina e delicada, como as skaters, que possuem uma grande variedade de estampas, tecidos e até tamanhos) ou um shortinho, que também faça a linha cute. A calça também é uma opção, embora menos utilizada, mas que pode dar uma outra cara ao look, sem deixá-lo menos original.

celebridades-ladylike

Já na estampas, os critérios são mais específicos: Poá, estampas floridas, liberty, laços, tecidos fluidos e decote em formato de coração são o que de mais há. Tudo no maior estilo ladylike, delicado, feminino e retrô. Pérolas (esta pode entrar nos acessórios), tule, seda e renda são alguns dos tecidos mais usados na tendência. Nos pés, as sapatilhas com estampas como as citadas e com lacinhos fazem o maior sucesso, além dos saltos médios que se identificam também. Depende da ocasião e do seu gosto pessoal.

  • Para turbinar!

Apostando em cores mais alegres, é possível quebrar um pouco com o estilo, mas sem descaracteriza-lo. Cores como o laranja e o pink, que estão super em alta, podem ser combinadas a outras peças em cores mais brandas ou com estampas mais discretas. Aposte também em acessórios mais ousados, como uma gargantilha mais rocker com tachas ou cintos mais grossos, que destaquem ainda mais a cintura. Nos pés, a opção do tênis também é bacana. Mas nada de sneakers, hein, gente? Estamos falando das vans. Simples, modernas e, dependendo da cor e/ou da estampa, podem dar o toque final ao look.

Na hora de se maquiar, é importante não esquecer de carregar bastante no rímel, destacando os olhos e um delineado bem feito, para fechar. Nos lábios, o tom nude costuma dar um ar bem feminino, mas no Ladylike, ele pode ser substituído por cores como vermelho ou pink – que as mulheres adoram, não é? Haha

Abaixo, selecionamos algumas opções para servir de inspiração caso você resolva investir na tendência:

Gostaram das dicas? Quem vai copiar? Conte para a gente!

 

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *