Saiba quais são os principais erros ao comprar passagens de avião pela Internet
21 de outubro de 2019
Wrap Dress – Como investir na peça queridinha da temporada
21 de outubro de 2019

O poder do afeto: professor literalmente desarma aluno ao abraçá-lo

Infelizmente, vira e mexe vemos nos noticiários tristes notícias de jovens que entram armados em escolas, em shoppings, em universidades ou igrejas e acabam cometendo verdadeiras chacinas. E no último mês de maio, no estado o Oregon, nos Estados Unidos, mais uma notícia desse tipo poderia ter sido noticiada. Porém, uma coisa aparentemente simples impediu uma tragédia: o poder do afeto e da coragem de um professor.

Em maio deste ano, um jovem de 18 anos entrou armado na escola em que estudava. Segundo informações do jornal Metro, ele estava passando por uma crise de problemas psiquiátricos e estava decidido a tirar a própria vida. O jovem não planejava atirar em ninguém mais na escola, porém, no vídeo, é possível ver alunos correndo desesperados, com medo. É quando o poder do afeto entra em ação.

Um professor de educação física vai ao encontro do jovem armado e, claro, com muita calma e cuidado, lhe oferece um abraço. E, ao abraça-lo, o jovem acaba entregando a arma para outra pessoa e termina por retribuir o abraço. No final, ele acaba caindo em lágrimas. Olha só que vídeo emocionante:

Em entrevista, o professor, chamado Keanon Lowe, declarou que ainda ficou alguns instante com o aluno antes da polícia chegar. “Foi emocionante para ele, foi emocionante para mim. No momento, eu senti compaixão por ele. Muitas vezes, especialmente quando você é jovem, você não percebe o que está fazendo até que isso acabe. Eu falei para ele que estava salvando-o, que estava lá por uma razão e que a vida dele valia a pena”.

O jovem foi detido e cumprirá uma pena probatória de três anos. Ele assumiu a culpa de andar armado em um prédio público e portar uma arma carregada em público. Mas nada disso importa diante do fato dele ainda estar vivo e não ter tirado a vida de ninguém.

Fotos e vídeo: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *