Biblioteca Pública Infantil Herbênia Gurgel
24 de outubro de 2017
Marina Ruy Barbosa estrela campanha de papel higiênico preto e é pura polêmica
25 de outubro de 2017

Operadora realiza turismo inclusivo ao topo de altas montanhas

Quem nasce ou desenvolve algum tipo de incapacidade física pode facilmente se deixar levar pelo pensamento de que nunca mais realizará nada muito emocionante na vida. Porém, uma operadora de turismo tem buscado cumprir o desafio de fazer justamente o oposto e levar pessoas para o chamado turismo inclusivo. E, no caso dela, de altíssima aventura!

A operadora chamada Grade6 Viagens, focada em alpinismo e trekking, acaba de lançar um programa de experiências inclusivas. O objetivo dela é justamente levar deficientes físicos ou visuais a algumas das montanhas mais altas e famosas do planeta.O projeto piloto, pioneiro na América do Sul e feito em parceria com a ONG Associação Samaúma, nasceu em agosto deste ano. Tudo começou quando José Eduardo Sartor Filho e Carlos Santalena, sócios da Grade6 e renomados guias de alta montanha, levaram o deficiente visual paulistano Eduardo Soares ao topo do Monte Elbrus.

O gigante fica localizado na Rússia, e, um mês depois, o grupo conquistou o topo do Kilimanjaro, na Tanzânia. O programa de turismo inclusivo segue o conceito de inclusão reversa. Trata-se de uma significativa ferramenta de desenvolvimento humano, já que permite contato próximo com pessoas que, diariamente, transformam suas limitações em caminhos criativos e problemas em soluções. Tudo isso provoca uma mudança de olhar e foco nas potencialidades, além de gerar cooperação.

Eduardo Soares, deficiente visual, durante escalada

E quem pensa que o grupo se deu por satisfeito, está enganado! A próxima expedição de Eduardo Soares, prevista para o início do ano que vem, será ao cume do Monte Aconcágua, na Argentina, o maior das Américas. A etapa seguinte será a subida à Pirâmide Carstensz, mais alta da Oceania, localizada na ilha da Nova Guiné, na Indonésia.

O projeto Expedições Inclusivas abrange ainda o icônico monte Everest, maior do planeta, com 8.848 metros de altitude, e um dos mais inóspitos e extremos, o Vinson, na Antártida. A trajetória do atleta pelos seis cumes será registrada para um documentário e série de TV.

Ficou a fim de participar ou conhece alguém fã de adrenalina e que ainda não conhece o turismo inclusivo? Você pode obter mais informações em www.expedicoesinclusivas.com e www.grade6viagens.com.br.

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *