7 alimentos que ajudam a controlar a azia
13 de março de 2019
Espetáculo circense “In Concertina” no Teatro São José
13 de março de 2019

Calma gente! Ninguém aqui está sendo negativo e falando dos locais mais violentos que têm no mundo e que você deve evitar passear lá não… Pelo contrário! Todo mundo sabe que existem por aí destinos naturais belíssimos como praias, serras, grutas, rios, ilhas… As opções para quem gosta de viajar são praticamente infinitas! Mas, como todo destino natural sempre envolve um risco, vocês poderiam imaginar que alguns fossem realmente perigosos? Cobras, tubarões, tempestades… tudo isso envolve um risco! Mas para quem gosta de natureza, é um risco que vale totalmente a pena! Por isso, confira com a gente uma listinha dos dez destinos mais perigosos do mundo e pense bem antes de programar suas próximas férias!

Chapada dos Veadeiros – Brasil/Goiás

O estado de Goiás é terra não apenas de muitas duplas sertanejas, mas também de muitas belezas naturais para aqueles que têm o espírito aventureiro. E a Chapada dos Veadeiros é uma das mais conhecidas, com seus paredões, pedras e cascatas. Tudo muito lindo nas fotos. Infelizmente, devido a imprudência de muitos visitantes, a taxa de acidentes e mortalidade no local é bem alta, principalmente por fatores como afogamentos e quedas. Portanto, na hora de visitar a Chapada, equipamentos de segurança e um guia de confiança sempre!

O Jardim Venenoso de Alnwick – Inglaterra

Como um jardim pode ser um dos destinos mais perigosos do mundo? Simples, com suas plantas sendo altamente venenosas! Da maconha a cicuta (planta que matou Sócrates), o jardim abriga apenas espécies tóxicas, algumas podem inclusive matar apenas com o toque. Não é a toa que o jardim é extremamente bem guardado por seguranças dia e noite.

Minas de Thetford – Canadá

Primeiro, não faço ideia de por que alguém iria querer conhecer uma mina de amianto durante suas férias de verão, mas ok, as Minas de Thetford ficam abertas para turismo nesse período. O problema é que o amianto produz substâncias tóxicas que se inaladas ou ingeridas, podem ser mortais ao causar graves infecções respiratórias de nomes complicados como asbestose e mesotelioma. Então, para que correr o risco?

Lago Fervente – Ilha de Dominica

Uma banho quente pode ser bem relaxante, não é mesmo? Mas não neste lago, que está sempre fervendo, literalmente. Nas margens, a temperatura costuma medir 90ºC (a água ferve a 100ºC), ou seja, dentro dele é ainda mais quente. Então você pensa “mas eu não posso olhar só da borda?”. Poderia ser uma opção perfeitamente segura se não fosse o fato das pedras que rodeiam o lago serem muito escorregadias devido ao clima ao redor. Ou seja, qualquer deslize e temos sopa!

Cratera de Darvaz – Turcomenistão

O apelido desta atração turística é Portão do Inferno. Que simpático, não? Como não colocar na lista dos destinos mais perigosos do mundo??? Trata-se de uma cratera que abriu no solo após uma tentativa fracassada de exploração de petróleo. O solo cedeu e gases tóxicos começaram a sair da cratera, matando inclusive alguns moradores da região. A solução foi então incendiar os tais gases, até que eles acabassem e o fogo, sozinho, parasse. Acontece que lá se vão quase 50 anos e o buraco ainda está lá, pegando fogo…

Boa Viagem – Pernambuco

Muita gente pode até nunca ter ido a Pernambuco, mas provavelmente se “lembra da moça bonita da praia de Boa Viagem”. Pois é, a praia imortalizada nos versos de Alceu Valença esconde um grande risco em suas águas: os tubarões. Vários foram os registros de ataques ocorridos na enseada. Há várias placas alertando aos turistas, além de guarda-vidas, mas sempre tem aquele banhista desavisado ou que resolve ignorar as recomendações, aí, já viram…

Depressão de Afar – África

Quando a gente ouvia falar em placas tectônicas nas aulas de geografia, às vezes era difícil imaginá-las. Pois bem, a Depressão de Afar ilustra bem o que elas são, pois se trata de uma das maiores falhas geológicas visíveis do mundo. para começar, quanto mais o tempo passa, mas essa fissura se abre. Ok, isso já não é legal. Dentro dessa fissura tem magma, ou seja, lava, pedra derretida. E como elas vão se afastando, às vezes é perfeitamente possível ouvir o borbulhar dela lá embaixo, isso sem contar quando dá para observar labaredas saindo de dentro da terra. Isso sem contar nos 12 vulcões ativos que existem em volta. Quer mais? Na região ainda há tremores de terra, lagos de lava e fontes de água borbulhante. Está bom para você?

Floresta Amazônica – Amazônia/Brasil

Uma das viagens que todo brasileiro devia fazer uma vez na vida é conhecer a Floresta Amazônica. Mas não sem antes tomar muitos cuidados. Isso por que, para começar, há vários mosquitos transmissores de doenças, portanto é importante se vacinar antes de ir. Segundo, por que você pode, facilmente, se deparar com bichos selvagens como onças, jacarés, piranhas, cobras… Além das formigas e aranhas venenosas…

Bolton Strid – Inglaterra

Não se deixe levar por este aparente calmo e tranquilo córrego. O Bolton Strid tem uma taxa de 100% de mortalidade, ou seja, todo mundo – repetimos: todo mundo! – que entrou para tomar banho nele simplesmente morreu. O motivo? O riacho é estreito, mas tem uma profundidade que até hoje ninguém conseguiu calcular. Isso sem contar na sua correnteza fortíssima. Ele recebe as águas  de um rio imenso chamado Wharfe River, localizado em Yorkshire. Então, se na superfície a gente vê apenas um “fiozinho” dessa água toda, imagina a profundidade desse negócio???

Ilha da Queimada Grande – São Paulo/Brasil

Poderia ser só mais uma das belas ilhas que o nosso litoral brasileiro tem. Mas para entrar lá, é preciso autorização do exército, e somente cientistas pisam naquelas terras. E tudo isso por que em cada metro quadrado há uma média de cinco cobras extremamente venenosas. Como a ilha tem um total de 430 mil metros quadrados, basta fazer as contas: é cobra para todo lado! A espécie mais comum é a jararaca-ilhoa, altamente venenosa.

Eu hein, acho que é melhor ir ver o Coliseu, ou quem sabe ficar em Jericoacoara mesmo!

Fotos: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *