Sandubas para curtir o verão em casa!
12 de fevereiro de 2018
Insônia – Conheça a técnica que vai te ajudar a controlá-la!
13 de fevereiro de 2018

Os 10 ingredientes mais caros do mundo para dar um up em qualquer receita

Todo mundo sabe que ingredientes de qualidade influenciam – e muito! – no sabor de um prato. E também sabemos que, geralmente, os ingredientes mais caros acabam sendo aqueles de maior qualidade. Então, se somarmos isso ao hype dos grandes chefs e dos restaurantes premiados com estrelas Michelan, encontramos facilmente pratos que custam pequenas fortunas.

Para dar uma ideia de quanto podemos pagar caro em um único item do nosso prato, fizemos uma lista com os dez ingredientes mais caros do mundo. E se você já achava que filé mignon ou sal rosa do himalaia estavam encarecendo demais o jantarzinho especial de sábado à noite, depois de ver nossa lista você vai pensar duas vezes antes de pensar isso.

Chocolate To’ak – US$ 260 (R$ 728)

Aqui é mais questão de marca que de origem. Um dos melhores chocolates do mundo vem do Equador e, sabendo disso, um ex-investidor de Wall Street resolveu criar a To’Ak. Trata-se de uma marca de chocolate feito com 81% de cacau. Em tempo, no antigo dialeto equatoriano, To’ak significa “terra” e “árvore”.

Batatas La Bonotte – US$ 666 (R$ 1,9 mil) o quilo

Que tal essas batatas para acompanhar o filé mignon no sábado à noite? Pense numas batatinhas caras! O motivo? Elas são cultivadas somente na ilha de Noirmoutier, na França. Além disso, são produzidas em pequena escala e são colhidas apenas uma vez por ano. Ah, e todo o processo é feito manualmente, viu?

Café Kopi Luwak – Entre US$ 222 (R$ 621)a US$ 1,3 mil (R$ 3,6 mil) o quilo

Acredite ou não, mas trata-se de um café extraído do cocô de um bichinho chamado civeta. Trata-sede um mamífero carnívoro, mas que também se alimenta dos frutos do cafezal. Daí seu sistema digestivo não quebra o grão por inteiro, que sai nas fezes do animal. Essas fezes são recolhidas, secas e a partir daí, o grão é limpo, torrado, moído e o resto vocês já sabem. O processo de coleta de grãos nas fezes acontece na Indonésia e nas Filipinas, onde o produto é chamado de Kape Alamid. Aqui no Brasil temos um café parecido, mas é extraído das fezes de um pássaro chamado Jacu.

Brotos de lúpulo – US$ 1,3 mil (R$ 3,6 mil) o quilo

Mas gente, se lúpulo custa tudo isso, por que cerveja é barata? Calma que não estamos falando do mesmo lúpulo usado na cerveja. E sim de um parente, uma variação que cresce na Bélgica e que só aparecem uma vez por ano, na primavera. E rapidamente, esses brotos murcham, por isso são tão raros e caros.

Carne de Wagyu – US$ 2,9 mil (R$ 8,1 mil) o quilo

Trata-se de um boi originário do Japão cuja carne é considerada extremamente saborosa e macia. É possível encontrar diversos cortes, todos com excelentes marmoreiro, ou seja, gordura infiltrada entre as fibras musculares, o que confere grande suculência à carne.

Galinha Ayam Cemani – US$ 2,5 mil (R$ 7 mil) a galinha e US$ 199 (R$ 577) o galo

O animalzinho entra para a lista dos ingredientes mais caros do mundo mais pela exoticidade do ingrediente. Acontece que é uma galinha completamente preta. Até mesmo seus ovos tem a casca preta. Rara e exótica, sua coloração faz com que literalmente tudo dela seja aproveitado: das penas aos miúdos e órgãos internos. Cá para nós: ela é bem bonitinha! Parece uma galinha metaleira… heheheh

Açafrão – pode variar de US$ 4,5 mil (R$ 25 mil) a US$ 22 mil (R$ 61 mil) o quilo

Todo mundo sabe que esse é um dos ingredientes mais caros que se conhece. Isso porque o açafrão (não confundam com o açafrão-da-terra ou cúrcuma!) vem de uma delicada e pequenina flor chamada Crocus sativus. Então, para conseguir um quilo do ingrediente, é preciso colher cerca de 250 mil flores! Há quem acabe misturando os dois tipos de açafrão para baratear a coisa, mas quem quiser ele puro vai ter que desembolsar uma boa quantia…

Abacaxi dos Jardins Perdidos de Heligan – US$ 16 mil (R$ 44 mil) uma unidade

Sabe quando dizemos que alguma coisa é cara porque foi colhida pelas virgens de não sei de onde, como forma de expressar sua raridade? Esse abacaxi é mais ou menos assim. Eles são cultivadas em uma espécie estufa climatizada na Inglaterra, chamada The Lost Gardens of Heligan. Seu cultivo segue as técnicas da era vitoriana e eles levam anos para amadurecer.

Trufa branca – US$ 95 mil (R$ 266 mil) por uma trufa de 1,8 quilo

Se você pensou em um chocolate branco recheado, passou longe. Essa é uma das iguarias mais caras do mundo. Tudo por se tratar de um cogumelo que não pode ser cultivado, então é preciso encontrá-lo na natureza. Ele cresce junto a raízes de árvores, principalmente na Itália. Por causa de todas as suas especificidades, ele precisa ser, literalmente, caçado por especialistas – tanto por ser difícil de achar quanto por ser sensível e estragar fácil. E detalhe: ela só pode ser “caçada” entre os meses de outubro e, no máximo, dezembro, por causa das condições climáticas na região e por ser quando elas estão no seu auge de sabor.

Atum Rabilho – US$ 1,76 milhão (R$ 4,9 milhões) o animal

Dizem ser um peixe de sabor inigualável, conhecido por sua carne avermelhada, muito usado para fazer sashimi. Entretanto, está praticamente extinto das águas do Pacífico. O valor que citamos acima foi pago por um dono de restaurante no Japão, em 2013, em um leilão, por um animal de 222 quilos.

Depois de ver essa lista dos ingredientes mais caros do mundo… Pensando bem, com um pouco de planejamento, até que um filezinho com sal rosa do himalaia não sai tão pesado assim no orçamento, não é mesmo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *